Conecte conosco

Saúde

Suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, diz OMS

Segundo o relatório, no Brasil foram registrados 13.467 casos, sendo a grande maioria entre homens

Publicado

em

Metro1 – Um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo, atrás apenas de acidentes de trânsito. O relatório também aponta que a cada 40 segundos uma pessoa se suicida, sendo que 79% dos casos se concentram em países de baixa e média renda. O documento foi divulgado hoje (9), véspera do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10 de setembro).

Quando se considera a faixa etária de 15 a 19 anos, o suicídio aparece como segunda causa de mortes entre as meninas, atrás apenas das complicações na gravidez, e a terceira entre meninos, depois de acidentes de trânsito e violência.

A estimativa da OMS é que cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio a cada ano – os números do relatório são referentes a 2016. No Brasil, foram registrados 13.467 casos, sendo a grande maioria – 10.203 – entre homens.

No período de 2010 a 2016, a região das Américas foi a única a apresentar crescimento da taxa global de suicídios. A alta foi de 6%, enquanto a taxa global caiu 9,8%.

Saúde

SUS oferece mais quatro medicamentos para psoríase

Novos tratamentos são alternativas para casos mais graves da doença

Publicado

em

Metro1 – Mais quatro medicamentos para o tratamento de psoríase serão oferecidos de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS). As novas opções são para casos mais graves da doença ou mais resistentes aos remédios já ofertados, de acordo com o Ministério da Saúde.

Os tratamentos já eram ofertados pelo SUS com indicação para outras doenças. Entre os remédios, estão adalimumabe, para a primeira etapa do tratamento após falha da terapia padrão, secuquinumabe e ustequinumabe, para a segunda etapa do tratamento após falha da primeira, e etanercepte, para a primeira etapa de tratamento da psoríase após falha da terapia padrão em crianças.

Continuar Lendo

Saúde

Governo brasileiro planeja reduzir investimento em vacinas

Proposta prevê corte de R$ 393,7 milhões

Publicado

em

Metro1 – O Ministério da Saúde pretende reduzir as despesas com compra e distribuição de vacinas em 7% no ano que vem. A proposta, que está no projeto de lei orçamentária enviada pelo governo federal ao Congresso, prevê um corte de R$ 393,7 milhões.

Em entrevista com o Estadão, o Ministério da Saúde assegurou que a diminuição não vai afetar os recursos para compra de imunizantes. A pasta disse que está “ampliando as aquisições e recompondo os estoques com preços mais baixos dos que inicialmente estavam previstos”, e por isso o orçamento para 2020 é menor que o de 2019. O valor cai de R$ 5,3 bilhões neste ano para R$ 4,9 bilhões no ano que vem.

Continuar Lendo

Saúde

Policlínicas já atendem mais da metade dos municípios baianos

Publicado

em

Secom – As policlínicas regionais de saúde já atendem a população de 58% dos municípios da Bahia. Com a inauguração da 12ª unidade, em Jacobina, na última quinta-feira (12), são 239 municípios contemplados pelos serviços. Cada policlínica recebe R$ 22 milhões em investimentos do Governo do Estado, que é responsável pela construção, aquisição de equipamentos, mobiliário e micro-ônibus para o transporte dos pacientes. 
O principal objetivo das policlínicas é complementar a atenção básica de saúde. Elas são construídas em locais estratégicos no interior do estado, possibilitando a regionalização do atendimento à população, que não precisa percorrer longas distâncias ou aguardar tempo excessivo para o atendimento.
As policlínicas já funcionam nas regiões de Teixeira de Freitas (13 municípios atendidos), Guanambi (22 municípios), Jequié (28 municípios), Irecê (24 municípios), Feira de Santana (28 municípios), Alagoinhas (19 municípios), Santo Antônio de Jesus (28 municípios), Valença (13 municípios), Paulo Afonso (9 municípios), Juazeiro (10 municípios) e Vitória da Conquista (28 municípios). Também estão em construção as unidades de Salvador, Barreiras, Itabuna, São Francisco do Conde, Simões Filho e Senhor do Bonfim. 
A manutenção das unidades é compartilhada entre o Estado, que financia 40% dos custos, e os municípios do consórcio de saúde, que cobrem os 60% restantes.
Entregue pelo governador Rui Costa na quinta-feira (12), a policlínica em Jacobina será administrada pelo consórcio formado por 17 municípios: Caém, Caldeirão Grande, Capim Grosso, Jacobina, Mairi, Miguel Calmon, Mirangaba, Ourolândia, Piritiba, Quixabeira, São José do Jacuípe, Saúde, Serrolândia, Umburanas, Várzea da Roça, Várzea Nova e Várzea do Poço. 
Nas policlínicas, a população têm acesso gratuito a consultas em diversas especialidades médicas, a exemplo de angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia e otorrinolaringologia, e exames como ressonância magnética, tomografia, mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, mapa, holter, eletroencefalograma, eletrocardiograma, endoscopia e colonoscopia.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA