Conecte conosco

BAHIA

“Policiamento normal em todo o estado”, diz comandante

Ao bahia.ba, a Secretaria de Comunicação disse que a adesão de policiais ao suposto movimento é zero; “Trata-se de um movimento político sem adesão da PM”

Publicado

em

Bahia.ba – A Polícia Militar da Bahia e o governo do Estado não reconhecem suposta greve de policiais anunciada pela Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), em assembleia na tarde desta terça-feira (8).

Assista ao pronunciamento do comandante geral da PM, coronel Anselmo Brandão.

Abaixo íntegra da nota enviada pela Secretaria de Comunicação do Estado e assinada pelo comandante geral da PM:

O Comando Geral da Polícia Militar afirma que recebeu a informação de uma greve decretada por um deputado estadual. Trata-se de um movimento político sem a adesão da PM.

A Polícia Militar informa que o movimento político tem a intenção de criar clima de insegurança. Isso não será permitido.

A Polícia Militar da Bahia garante o policiamento ostensivo em todo o estado e tranquiliza a população, que deve manter sua rotina normalmente. Reforça que o responsável pelas operações nas ruas  é o Quartel do Comando Geral, que está pronto para atender a todas as demandas da sociedade.  Adianta ainda que, os policiais que não atenderem suas escalas responderão conforme Legislação Militar.

Cidades

Prefeitura de Feira de Santana endurece restrições após descumprimento de decretos

Segundo o prefeito Colbert Martins (MDB), empresas e parte da população têm desrespeitado medidas contra o coronavírus

Publicado

em

Bahia.ba – O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), decidiu endurecer o combate contra o novo coronavírus na cidade, após identificar que empresas e parte da população tem descumprido os decretos municipais. Na segunda-feira (18), o gestor decidiu suspender o funcionamento do comércio e determinou fiscalização mais rígida em bairros economicamente ativos do município.

De acordo com o prefeito, a fiscalização realizada pela prefeitura já vinha identificando, em alguns bairros, o funcionamento de bares, restaurantes e pizzarias, além da realização de competições amadoras, todos proibidos por decretos. Além disso, alguns estabelecimentos não estavam cumprindo regras como permitir o acesso somente de pessoas com máscaras, disponibilizar de álcool em gel e o controlar o número de clientes dentro das lojas.

“Todas as nossas decisões são baseadas na ciência, em dados, em critérios técnicos. Neste sentido, decidimos endurecer as medidas e estamos estudando outras. Vamos, por exemplo, realizar uma fiscalização mais rigorosa em bairros de grande circulação, inclusive com possibilidade de alguns estabelecimentos que estão descumprindo os decretos perderem o alvará de funcionamento”, afirma Colbert.

Segundo o ele, o maior fluxo de pessoas nos bairros economicamente ativos é registrado nos finais de semana, o que exige fiscalização mais rígida e até eventuais medidas mais restritivas. “Nos finais de semana, percebemos que parte da população ainda insiste em realizar aglomerações e frequentar estes locais, o que representa um grande risco de contágio”, frisa.

Nas ruas, também foi observado que parte da população não vinha respeitando os decretos que obrigavam o uso de máscara e que impediam aglomerações. Nos últimos dias, o prefeito já vinha alertando que, embora a situação esteja controlada na cidade, o desrespeito às regras poderia resultar em medidas mais restritivas.

Prorrogação – Além do fechamento do comércio, o decreto publicado nesta segunda mantém a suspensão das atividades de todos os shopping centers, galerias, lojas de conveniência de postos de gasolina e afins, Feiraguay, Mercado de Arte Popular, Campo do Gado, bares e restaurantes. A restrição também continua para academias de ginásticas, cinemas, teatros e demais casas de espetáculos e eventos. Além disso, as aulas na rede municipal e nas unidades privadas seguem suspensas.

De acordo com o decreto, a Ceasa e o Centro de Abastecimento continuam a funcionar das 4h às 14h. O serviço de delivery ou take-away (retirada no balcão) também permanecerá a funcionar normalmente. Além disso, os serviços essenciais como supermercados, farmácia e instituições bancárias seguem funcionando.

Continuar Lendo

BAHIA

Exército deve assumir obras da Fiol em São Desidério, anuncia ministro

O 4º Baralhão de Engenharia de Construção e o 2º Batalhão Ferroviário serão os responsáveis pela conclusão das obras

Publicado

em

Bahia.ba – O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, anunciou nesta segunda-feira (18) que o Exército Brasileiro deve assumir as obras do Lote 6 da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), em São Desidério. A novidade foi revelada durante visita técnica.

O 4º Baralhão de Engenharia de Construção (4º BEC) de Barreiras e o 2º Batalhão Ferroviário de Araguari serão os responsáveis pela conclusão. Esta é a primeira vez que um batalhão ferroviário das Forças Armadas assume um projeto de ferrovia, desde a implantação da Estrada de Ferro do Oeste (Ferroeste), nos anos 1990.

“O Exército vem fazendo um trabalho extraordinário, como foi feito nas obras da BR-163/PA, e agora vai participar das obras do trecho entre Bom Jesus da Lapa e São Desidério”, afirmou o ministro.

Durante a visita, Tarcísio percorreu trecho da ferrovia e visitou o canteiro de obras e uma fábrica de dormentes em São Desidério, considerada maior produtora de grãos do país. As obras são dividas nos trechos Fiol 1 ILhéus/Caetité e Fiol 2 Caetité/Barreiras.

O trecho 2 tem 485,4 km de extensão, e está com 39% das obras executadas. O investimento é de 2,7 bilhões. Quem executa a obra é a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, empresa pública vinculada ao Ministério da Infraestrutura.

Continuar Lendo

BAHIA

Feira de Santana: Prefeitura inicia distribuição de 15 mil testes rápidos

Publicado

em

Bahia.ba – A prefeitura de Feira de Santana, a 108 km da capital baiana, inicia nesta semana a distribuição de testes rápidos para o diagnóstico de coronavírus. A gestão feirense adquiriu, ao todo, 15 mil exames da China para atender as necessidades do Laboratório de Análises Clínicas da Fundação Hospitalar, Hospital da Mulher e da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo o prefeito Colbert Martins (MDB), a administração municipal investiu R$ 1,3 milhão para ajudar no diagnóstico dos casos de covid-19 na cidade. Do total de testes adquiridos pela prefeitura, 1.000 já chegaram a Feira de Santana.

“Estes testes estão indo para a Secretaria de Saúde para fazer o exame, principalmente, em pessoas que estão com suspeita grave em relação ao coronavírus e também aos profissionais da área de Saúde. Os investimentos da prefeitura são para ajudar no combate ao coronavírus”, declarou o gestor.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA