Terça, 17 de Maio de 2022
28°

Alguma nebulosidade

Simões Filho - BA

ELEIÇÕES 2022, O ANO DA MORTE

Vai começar o ano mais perigoso para a imprensa, o ‘ESPECIALISTA EM MATAR’ vai tentar a reeleição

No primeiro minuto do dia primeiro de janeiro de 2022 começará uma contagem regressiva para uma provável morte de algum jornalista no exercício de sua profissão. Duvidam?

14/12/2021 às 19h24 Atualizada em 14/12/2021 às 22h23
Por: Mário luiz Nobre Fonte: Por Mário Luiz Nobre
Compartilhe:
Vai começar o ano mais perigoso para a imprensa, o ‘ESPECIALISTA EM MATAR’ vai tentar a reeleição

2022 será o ano em que Jair Bolsonaro irá buscar se reeleger presidente do Brasil. Como ele mesmo falou durante evento na campanha passada, em 2017, ‘a sua especialidade é matar’.

No último fim de semana, na cidade baiana de Itamaraju, um coronel do exército que faz a segurança do ocupante do Palácio do Planalto, portando uma arma na cintura, se viu no direito de ameaçar ‘quebrar a cara de um jornalista’ pelo simples fato do profissional, ao tentar aproximar o microfone do presidente, ter resvalado o microfone no ombro do sensível brutamontes, tudo isso diante das câmeras. Antes disso, um outro segurança teria dado um ‘mata-leão’ numa jornalista da TV Bahia – a Jornalista Camila Marinho.

Como se não bastassem as agressões do um membro do Exército Brasileiro ao grupo de jornalistas, um alto funcionário da administração daquela cidade, aproveitou a confusão para, também, agredir os jornalistas, e, apenas afastado por outros fanáticos, saiu comemorando a agressão. Veja foto reprodução do valentão com punhos fechados, agredindo um reporter da TV Aratu.

Não podemos tentar tapar o sol com uma peneira. Todo esse ódio à imprensa é estimulado pelo próprio ‘especialista em matar’ através de suas diversas declarações e ataques às mulheres, a jornalistas, a adversários, principalmente a mulheres jornalistas.

Comigo, na cidade de Simões Filho, já aconteceu tentativa de quebra de equipamento por parte de um apoiador do ‘especialista em matar’, que ficou incomodado com uma cobertura jornalística no Hospital Municipal de Simões Filho.

Os candidatos que o apoiarem, mesmo de forma disfarçada, serão condescendentes com essas agressões e prováveis mortes.

O que esperar disso tudo, ano que vem? É dura a constatação. Não haverá trégua para o democrático exercício da escolha pelo voto. E sendo assim, o pior acontecerá, algum profissional de imprensa precisará morrer para que medidas sejam tomadas.

O ‘especialista em matar’ não precisará sujar as mãos, alguém fará isso por ele. Há fanáticos dispostos a tudo, inclusive matar.

E em meio a tudo isso, poderemos ter tentativas de mudança do curso do processo eleitoral, por algum fato que busque torna-lo um ‘enviado dos céus’ a exemplo da, até hoje, inexplicada facada.

O ‘especialista em matar’ não vai aceitar ser derrotado nas urnas.

Ele vai intensificar os ataques ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ele vai voltar com a teoria do voto impresso.

Ele vai estimular seguidores a partirem para agressão a adversários.

Ele vai estimular invasão a sessões eleitorais.

Poderemos ver urnas sendo destruídas dentro de sessões eleitorais, afim de impedir o processo eleitoral a qualquer custo.

Poderemos ter, por ordem do ‘especialista em matar’, a declaração de um golpe militar, o qual não se sustentará, mas que poderá fazer muitas vítimas fatais.

O ‘especialista em matar’ armou boa parte dos seus seguidores, que estão ávidos a saírem pelas ruas com armas na cintura atirando em todos que forem identificados como opositores.

Ele vai estimular ainda mais o ódio.

E derrotado, vai estimular uma invasão ao Palácio do Planalto e ao STF.

Terá êxito? Certamente, não. Mas até lá, é provável que no dia primeiro de janeiro de 2022 comece uma contagem regressiva para assassinatos de jornalistas em pleno exercício da profissão.

O ‘especialista em matar’ não tem amor pela vida, não preza pela democracia e não respeita opiniões.

O pior disso tudo é saber que há membros das Forças Armadas que o apoiam e apoiaram decisões que poderão custar a morte de cidadãos profissionais de comunicação.

2022 poderá ser um ano mortal para a imprensa. Se duvidam, lembrem-se que Moa do Katendê foi morto por um seguidor do ‘especialista em matar’.

“É bom Já ir se aconstumando...”

Colegas protejam-se! 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Simões Filho - BA
Simões Filho - BA
Sobre o município Notícias de Simões Filho - BA Simões Filho é uma cidade de Estado do Bahia. Os habitantes se chamam simões-filhenses. O município se estende por 201,2 km² e contava com 134 377 habitantes no último censo. Vizinho dos municípios de Camaçari, Candeias e Lauro de Freitas.
Textículos do Mário
Textículos do Mário
Sobre
Simões Filho - BA Atualizado às 20h39 - Fonte: ClimaTempo
28°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 33°

Qua 33°C 21°C
Qui 32°C 22°C
Sex 29°C 22°C
Sáb 29°C 23°C
Dom 27°C 22°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes