Conecte conosco

Sem categoria

Manchas de óleo que atingem litoral do Nordeste chegam na Bahia

Investigação do Ibama aponta que as manchas são de petróleo puro

Publicado

em

Metro1 – As manchas de óleo que atingem o mar no Nordeste chegaram ao litoral norte da Bahia nesta quinta-feira (3). A informação foi confirmada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), Marinha do Brasil e Projeto Tamar. Já são 124 praias atingidas pelas manchas de óleo, de 59 municípios em 8 estados. Até então, a Bahia era o único estado sem registros do problema.

Segundo o biólogo Cesar Coelho, diretor de Sustentabilidade da Fundação Pro-Tamar, há ao menos três pontos de contaminação. Dois deles ficam na cidade de Jandaíra: os povoados de Mangue Seco e Coqueiro e o terceiro está na localidade de Siribinha, no município de Conde.

Uma investigação do Ibama aponta que as manchas são de petróleo puro e que todas as amostras têm a mesma origem, mas ainda não é possível afirmar de onde ele veio.

De acordo com a Agência Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco (CPRH), que está analisando imagens de satélite da costa, a suspeita é que o petróleo tenha vindo de navios que passam pela região. 

Sem categoria

Nova regra permite que agências bancárias funcionem aos sábados

Apesar de já estarem em vigor, as novas regras determinadas por Bolsonaro precisam passar pela aprovação da Câmara e do Senado

Publicado

em

Bahia.ba – O presidente Jair Bolsonaro assinou uma Medida Provisória que permite que as agências bancárias abrir aos sábado. A assinatura do texto foi na segunda-feira (11) e interfere também no aumento da carga horária dos trabalhadores da categoria.

A mudança permite apenas que os caixas de baixo tenham o direito às seis horas de trabalho diárias comum a todos os trabalhadores, os outros cargos terão jornada aumentada para oito horas por dia.

Apesar das mudanças, o texto mantém o direito a 15 minutos de intervalo. A duração do trabalho também deve ser preservada entre 7h e 22 horas.

Novas regras ainda precisam passar pela aprovação da Câmara e do Senado.

Continuar Lendo

BRASIL

AO VIVO: LULA DEIXA A PRISÃO POLÍTICA DE CURITIBA

Publicado

em

Continuar Lendo

Saúde

Anvisa recebe sugestões sobre rótulos de alimentos até quinta-feira

Ideia é levar ao consumidor o entendimento sobre os nutrientes

Publicado

em

Bahia.ba – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebe sugestões até quinta-feira (7) sobre as propostas de revisão das atuais normas brasileiras de rotulagem nutricional de alimentos. As duas consultas públicas tiveram início no dia 23 de setembro e receberam até sexta-feira (1º) cerca de 9,5 mil contribuições da sociedade. Sugestões podem ser enviadas por meio de formulário específico no portal da Anvisa.

As consultas públicas tratarão de propostas de mudanças nas atuais regras de rotulagem dos produtos alimentícios e visam a ajudar os consumidores na hora de escolher o que levar para casa, além de orientar os produtores a se adequarem às eventuais novas normas.

“Um dos principais objetivos da revisão das atuais normas brasileiras para rotulagem é facilitar a compreensão das informações nutricionais pelo consumidor. Para isso, faz parte da proposta deixar mais visíveis e legíveis os dados nutricionais nos rótulos, o que permitirá fazer comparações entre produtos e reduzir situações que geram engano. A ideia é, ainda, ampliar a abrangência de informações nutricionais e aprimorar a precisão dos valores declarados pela indústria”, informa a Anvisa.

Após o término da consulta pública, a agência fará a análise das contribuições e poderá promover debates com órgãos, entidades e todos os que tenham manifestado interesse no tema com o objetivo de fornecer mais subsídios para discussões técnicas e a deliberação final da Diretoria Colegiada.

Propostas

Entre outros itens, a Anvisa propõe que os fabricantes tornem mais legíveis os dados nutricionais de seus produtores, adotando um modelo de rótulo frontal para os alimentos com alto teor de açúcar adicionado, gordura saturada ou sódio – ingredientes associados a algumas das principais doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, doenças cardiovasculares e hipertensão.

Os limites a partir dos quais a presença destes ingredientes configurará “alto teor” serão estabelecidos pela Anvisa e, pela proposta inicial, deverão ser adotados em duas etapas – com prazo de 42 meses até a completa implementação da medida.

Para facilitar a visualização das informações, o fabricante deverá utilizar fontes (letras) maiores quando seu produto contiver alto teor destes ingredientes. O desenho de uma lupa chamando a atenção para tal informação deverá constar na parte frontal do produto, na metade superior.

Outra novidade incorporada à tabela nutricional é a declaração padronizada de informações nutricionais por 100 gramas (g) ou 100 mililitros (ml), em complementação à atual declaração por porções. A proposta prevê também a inclusão do número de porções por embalagem do produto. A ideia é facilitar para o consumidor a comparação entre os conteúdos, sem a necessidade de ficar fazendo cálculos. Hoje essas medidas permitem uma grande variação, o que dificulta o entendimento das informações.

“Põe no Rótulo”

As medidas são apoiadas pelo movimento de consumidores “Põe no Rótulo” , criado em 2014 por mães e pais de crianças com alergias alimentares. A primeira campanha do grupo visava a conscientizar a sociedade sobre a importância de se colocar nos rótulos informações mais claras, acessíveis e legíveis sobre alimentos considerados alergênicos.

A advogada Cecília Cury, uma das coordenadoras do Põe no Rótulo, considera as propostas da Anvisa um avanço para que as informações obrigatórias sejam realmente legíveis para o consumidor. Ela avalia que a população terá condições de escolher melhor o que leva para casa ao ter a possibilidade de comparar os produtos. “É importante ter informação relevante em relação à composição dos nutrientes críticos para a saúde no rótulo frontal para poder fazer um equilíbrio com as informações de marketing que hoje dominam a parte da frente da embalagem”.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA