Conecte conosco

Saúde

Mais de um milhão de pessoas sofrem com doença de chagas

Segundo a Sesab, somente este ano 266 pessoas morreram vítimas da doença no estado, sendo 48 em Salvador

Publicado

em

Bahia.ba – Mal-estar, acompanhado de febre e dor nos gânglios. Esses são alguns dos sintomas da doença de Chagas. Os sintomas podem mudar e nem sempre são perceptíveis, o que dificulta o diagnóstico da doença.

De acordo com a mais recente edição do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), a estimativa é de que exista no Brasil mais de um milhão de pessoas vivendo com essa infecção, que é provocada por um protozoário parasita de nome Trypanosoma cruzi e cuja transmissão ocorre pelas fezes do inseto triatoma, popularmente conhecido como barbeiro. 

Segundo o levantamento mais recente da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), enviado à reportagem, somente este ano 266 pessoas morreram vítimas da doença, sendo 48 em Salvador. Em todo o ano de 2018, o número foi ainda maior: 581 mortes na Bahia, sendo 123 destas registradas em Salvador. 

A transmissão oral da doença, conforme consta no boletim da SVS, ocorre de forma acidental. Geralmente, pela ingestão de alimentos contaminados pelo próprio vetor infectado macerado e ingerido juntamente com os alimentos. Os surtos da doença, que acomete principalmente adultos e jovens, quase sempre está ligado a esse tipo de transmissão. 

“Atualmente, a forma de transmissão oral é a mais incidente, porém observa-se também a continuidade de registros de casos por transmissão vetorial nos últimos anos, sugerindo a ocupação do nicho deixado pelo Triatoma infestans, principal espécie vetora, por outras espécies de triatomíneos de importância epidemiológica. Ressalta-se que em 2006, a Organização Panamericana da Saúde concedeu ao Brasil a certificação de livre transmissão da doença pelo T. Infestans”, diz a pesquisa. 

Tendo em vista que a contaminação dos alimentos é um dos principais fatores de transmissão oral, o boletim aponta a necessidade de ampliar as ações de vigilância em saúde, “incorporando o acesso à rede de atenção à saúde para diagnóstico e tratamento dos casos identificados na fase crônica, considerando que menos de 1% das pessoas estimadas na forma indeterminada são tratadas”. 

Também são formas de transmissão a transfusão de sangue. No caso de gravidez, a mãe pode transmitir para o bebê. Também já foi identificado, no Brasil, caso de infecção transmitida por via oral a pessoas que tomaram caldo de cana.

Mais informações sobre a doença, como formas de tratamento, constam no site do Ministério da Saúde.

Saúde

Tratamento de tuberculose alcança número recorde de pacientes

Aumento está associado com melhor diagnóstico da doença

Publicado

em

Metro1 – No ano passado, o número de pacientes que tiveram acesso ao tratamento de tuberculose atingiu um recorde, o que se deve também ao melhor diagnóstico da doença – foram sete milhões diagnosticados contra 6,4 milhões em 2017. O Relatório Global de Tuberculose da Organização Mundial de Saúde (OMS) mais recente, publicado dia (17), também revelou uma queda no número de mortes pela doença, indo de 1,6 milhão em 2017 para 1,5 milhão em 2018.

“Hoje marcamos a passagem do primeiro marco no esforço de alcançar pessoas que estão perdendo serviços para prevenir e tratar a tuberculose. Isso é uma prova de que podemos alcançar metas globais se unirmos forças, como fizemos por meio da iniciativa conjunta Find.Treat.All.EndTB entre OMS, Stop TB Partnership e Fundo Global de Combate à Aids, TB e Malária”, declarou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Continuar Lendo

Saúde

Bahia registra novas ocorrências e contabiliza 22 casos de sarampo

De acordo com a Sesab, os números correspondem a levantamento feito até a semana epidemiológica 41 (12)

Publicado

em

Metro1 – A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) divulgou um novo boletim sobre os casos de sarampo registrados até esta quinta-feira (17) na Bahia. O número subiu de 20 a 22 na última semana. O último boletim havia sido divulgado em 10 de outubro. De acordo com a Sesab, os números correspondem a levantamento feito até a semana epidemiológica 41 (12/10).

Dos 22 casos de sarampo confirmados na Bahia, 12 são em Santo Amaro, 5 em Gandu, 1 em Ituberá, 1 em Jacobina, 1 em Palmeiras, 1 em Salvador e 1 em Andorinha. Ainda segundo a pasta, do total de casos, cinco são importados, o que significa que a contaminação ocorreu em outras localidades fora da Bahia, mas a notificação se deu durante a estadia aqui no estado. esses casos são em Porto Seguro (1), Salvador (1), Souto Soares (1) e Caetité (2).

Até o momento, foram notificados 536 casos suspeitos de sarampo, sendo 282 descartados, 22 confirmados, enquanto 232 permanecem em investigação.

Continuar Lendo

Saúde

Outubro Rosa: HMS realiza exames gratuitos de ultrassonografia mamária

Marcação é feita nas UPAs através do Sistema Vida

Publicado

em

Bahia.ba – O Hospital Municipal de Salvador (HMS), administrado pela Santa Casa da Bahia, disponibiliza no mês do outubro rosa mais de 1.000 vagas para exames relacionados à saúde da mulher como ultrassonografia mamária, além de transvaginal e pélvica.

Para garantir sua vaga, as interessadas devem marcar o exame através do Sistema Vida, que permite a marcação, acompanhamento e consulta a todo o histórico da pessoa. O Sistema é mantido pela Prefeitura de Salvador e pode ser acessado através do endereço http://www.portalvida.saude.salvador.ba.gov.br.

Segundo a diretora médica do HMS, Thayse Barreto, destaca a importância dessa iniciativa. “59.700 novos casos de câncer de mama são estimados para esse ano e o Hospital Municipal, atento a essa realidade, busca através dessa ação conscientizar as mulheres em relação à prevenção e contribuir com a saúde feminina”, observa.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA