Conecte conosco

Sem categoria

Huawei sem Android?! Marca chinesa perde parceria com o Google

Publicado

em

A já conflituosa relação entre Huawei e Estados Unidos ganha um novo e contundente capítulo. De acordo com a agência Reuters, o Google suspendeu as operações comerciais co a fabricante chinesa, e a mudança tem efeito imediato.

Na prática, a partir de agora, smartphones da companhia perderão imediatamente o acesso a atualizações do sistema operacional Android, e a próxima versão de dispositivos utilizados fora do território chinês não terão acesso a aplicativos e serviços populares, como Play Store e Gmail.

Essa mudança afeta uma série de dispositivos lançados pela marca, inclusive os recentes Huawei P30 Lite e Huawei P30 Pro, que tiveram as vendas iniciadas em território nacionalnessa semana. Outros aparelhos, como o Huawei Mate 20 Pro e demais variantes também perderão as atualizações de segurança.

O movimento da gigante norteamericana vem depois do anúncio do departamento de comércio dos EUA, que na última quarta-feira colocou a fabricante chinesa numa ‘lista negra’ de negócios com outras 68 companhias, seguindo uma ordem executiva assinada pelo presidente Donald Trump.

A ZTE, com quem o país mantém relações turbulentas, já esteve nessa lista e foi removida posteriormente. Com esse embargo, a Huawei está proibida de comprar peças e componentes de empresas dps Estados Unidos sem a aprovação do governo federal, e isso inclui o sistema Android.

A Huawei respondeu o governo Trump após o anúncio:

 

A Huawei é a líder indiscutível em 5G. Estamos prontos e dispostos para debater com o governo dos EUA e propor medidas efetivas para garantir a segurança do produto. Restringir a Huawei de fazer negócios nos EUA não tornará os EUA mais seguros ou mais fortes; em vez disso, servirá apenas para limitar os EUA a alternativas inferiores e mais caras, deixando o país atrasado na implantação do 5G e, eventualmente, prejudicando os interesses das empresas e consumidores americanos. Além disso, restrições sem razão infringirão os direitos da Huawei e levantarão outras sérias questões legais.

Ainda é cedo para uma análise aprofundada dos efeitos dessa restrição, mas inegavelmente afeta os planos da empresa chinesa de chegar ao topo do ranking de maiores fabricantes de smartphones do mundo. A empresa hoje duela com a Apple pelo segundo lugar – a liderança é da sul-coreana Samsung – e a proibição de utilizar o sistema do Google com certeza afetará negócios da companhia, ainda mais em um momento onde ela se voltava para expansão global, com o retorno das operações no Brasil e em outros mercados.

Vale destacar que a empresa já disse em outras ocasiões estar preparada para enfrentar situações do tipo. a HiSilicon, sua divisão de chips, afirmou que está pronta para qualquer proibição, enquanto a divisão de smartphones já disse que se prepara há seis anos ou mais para qualquer embargo vindo do Android.

A Honor, subsidiária da Huawei, tem evento marcado para o dia 21 de maio (terça-feira), quando lançará o Honor 20. Ainda não há informações se o evento será mantido ou adiado.

Huawei e Estados Unidos duelam há bastante tempo. A marca chinesa foi acusada de espionagem pelo governo Trump, que diz que seus equipamentos 5G oferecem portas para a vigilância da administração chinesa, comandada pelo partido comunista, e alertou diversos países – inclusive o Brasil – e alguns já baniram a empresa de operar, como Austrália, Grã-Bretanha, Nova Zelândia e Noruega. A gigante chinesa de tecnologia sempre nega as acusações.

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Após críticas do PT, Rui recebe convite para se filiar a outros partidos

O governador negou as ofertas e afirmou que vai seguir com a legenda

Publicado

em

Metro1 – Após críticas do Partido dos Trabalhadores, o governador Rui Costa recebeu convites para se filiar a outras legendas. Ele teve o caminho aberto para entrada no PDT, PSB e PSD durante uma viagem à Brasília nesta semana. O gestor baiano agradeceu as ofertas, mas disse que continuaria no PT.

A informação é da Veja. O ex-presidente Lula e parlamentares do PT criticaram o governador após uma entrevista concedida por ele à revista, em que ele afirma que deveria ter apoiado Ciro Gomes (PDT) ao invés de Fernando Haddad, colega de sigla, na disputa presidencial do ano passado. Ele disse ainda que o partido não deve impor a bandeira “Lula Livre”.

Em nota, a Executiva Nacional do PT chegou a rebater as declarações de Rui e afirmar que o eventual apoio a Ciro, “se à época já não se justificava, porque nunca foi intenção dele constituir uma alternativa no campo da centro-esquerda, hoje menos ainda, dado que ele escancara opiniões grosseiras e desrespeitosas sobre Lula, o PT e nossas lideranças”. 

Continuar Lendo

Sem categoria

Geninho substitui Carlos Amadeu no comando técnico do Leão

Treinador foi anunciado na manhã desta quinta-feira pelo presidente Paulo Carneiro

Publicado

em

Bahia.ba – O presidente do Vitória, Paulo Carneiro, anunciou na manhã desta quinta-feira (19) Geninho como novo treinador do time. Ele substituirá Carlos Amadeu, que foi demitido depois da derrota por 2 a 0 para o São Bento, na terça-feira (17) pelo Campeonato Brasileiro da Série B.

“Geninho, campeão brasileiro, advogado, ex-atleta do Vitória e com passagens relevantes em grandes clubes brasileiros é pela 4a vez ( salvo engano) o treinador do Vitória. Em 2018, foi campeão catarinense e comandou o acesso do clube a 1ª divisão”, escreveu em sua página no Twitter.

Geninho vai estrear já na próxima terça-feira (24), quando o Leão enfrentará o Atlético-GO na Arena Fonte Nova.

Continuar Lendo

Saúde

SUS oferece mais quatro medicamentos para psoríase

Novos tratamentos são alternativas para casos mais graves da doença

Publicado

em

Metro1 – Mais quatro medicamentos para o tratamento de psoríase serão oferecidos de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS). As novas opções são para casos mais graves da doença ou mais resistentes aos remédios já ofertados, de acordo com o Ministério da Saúde.

Os tratamentos já eram ofertados pelo SUS com indicação para outras doenças. Entre os remédios, estão adalimumabe, para a primeira etapa do tratamento após falha da terapia padrão, secuquinumabe e ustequinumabe, para a segunda etapa do tratamento após falha da primeira, e etanercepte, para a primeira etapa de tratamento da psoríase após falha da terapia padrão em crianças.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA