Conecte conosco

MUNDO

Homem com faca ataca quartel de Paris e mata policial

Primeiras informações apontam que o homem faz parte da corporação

Publicado

em

Metro1 – Um homem atacou policiais com uma faca nesta quinta-feira em um quartel de Paris e foi morto, segundo informações da agência Reuters. Um policial informou à emissora BFM TV que uma agente não resistiu aos ferimentos. As primeiras informações apontam que o homem faz parte da corporação.

A estação de metrô próxima à cena do incidente foi fechada por motivos de segurança, segundo informou a RATP, empresa responsável pelos transportes públicos da cidade, no Twitter.

MUNDO

Brexit: Governo se compromete a pedir adiamento se não houver acordo

Prazo é este sábado (19)

Publicado

em

Metro1 – O ministro britânico para o Brexit, Steve Barclay, declarou hoje (16) que o governo pretende seguir a lei e pedir um adiamento para a saída do Reino Unido para a União Europeia caso um acordo não seja alcançado até sábado (19).

“O governo vai cumprir a lei e os compromissos dados ao tribunal em relação à lei”, declarou Barclay em comissão parlamentar sobre Brexit. A Lei de Saída da UE (nº 2) obriga o primeiro-ministro, Boris Johnson, a adiar o saída até 31 de janeiro, mais três meses, caso não seja alcançado um acordo ou autorizado uma saída sem acordo até o dia 19 deste mês.

O ministro não confirmou uma sessão parlamentar no sábado para discutir os resultados do Conselho Europeu, que ocorre na quinta e sexta-feira (17 e 18). Segundo ele, a decisão de realizar esta sessão só será confirmada quando as negociações forem concluídas.

Continuar Lendo

MUNDO

Ecologicamente correto: empresa lança cerveja em garrafa de papel

Projeto da Carlsberg promete zerar as emissões de carbono em suas cervejarias até 2030

Publicado

em

Bahia.ba – A empresa dinamarquesa, Carlsberg, revelou na última semana dois protótipos de garrafas biodegradáveis, a Green Fibre Bottle, feitas de fibras de madeira e com uma camada interna impermeável. Com informações da Época.

O projeto tem como iniciativa a criação de garrafas de papel. Em um dos protótipos, a proteção é uma fina camada de plástico feita de garrafas PET recicladas. O outro modelo usa o polímero biodegradável PEF (polietileno 2,5-furandicarboxilato).

Myriam Shingleton, vice-presidente de desenvolvimento da Carlsberg, falou sobre sucesso da criação. “Estamos contentes com os avanços com a Green Fibre Bottle. Ainda não chegamos lá, mas os dois protótipos são um passo importante para realizar nossa ambição final de trazer essa novidade ao mercado”.

A iniciativa faz parte do projeto da Carlsberg em zerar as emissões de carbono em suas cervejarias até 2030. Na cadeia inteira de produção, o objetivo é diminuir emissões em 30%.

A busca pela embalagem de papel começou em 2015, quando a Carlsberg se juntou com outras empresas locais para desenvolver a tecnologia.

Em 2019, a Paboco foi formada para criar garrafas sustentáveis. É uma joint-venture entre a empresa de embalagens BillerudKorsnäs e a fabricante de garrafas Ampla.

Junto com a Green Fibre Bottle, a Carlsberg anunciou uma parceria com Coca-Cola, L’Oreal, Absolut e a Paboco para avançar na pesquisa e desenvolvimento da garrafa de papel. “Parcerias como essa, que são unidas pelo desejo de criar inovações sustentáveis, são a melhor maneira de trazer mudanças reais,” disse Shingleton.

Continuar Lendo

MUNDO

Manifestações pró-democracia em Hong Kong se intensificam

Protestos aumentaram desde a entrada em vigor, no sábado (5), de um regulamento que proíbe a utilização de máscaras em manifestações

Publicado

em

Bahia.ba – Manifestações pró-democracia em Hong Kong tornaram-se mais intensas, com alguns manifestantes atacando estações de linhas de metrô e shopping centers.

Os protestos aumentaram desde a entrada em vigor, no sábado (5), de um regulamento que proíbe a utilização de máscaras em manifestações. Na segunda-feira (7), à noite, os protestos aconteceram em vários locais da Península de Kowloon. Alguns jovens manifestantes praticaram vandalismos nas estações de metrô, enquanto outros saquearam shoppings.

A polícia utilizou gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes, que montaram barricadas e puseram fogo nas ruas.

O governo de Hong Kong disse que a proibição visa a evitar ainda mais confrontos e tumultos. Contudo, a violência prolongada não mostra sinais de término.

Nessa terça-feira, os cidadãos voltaram ao trabalho e à escola, após três dias de feriados, mas muitas estações de metrô danificadas permanecem fechadas. Algumas lojas decidiram cortar o tempo de funcionamento pelo receios de mais instabilidade.

*Emissora pública de televisão do Japão

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA