Conecte conosco

CORONAVÍRUS

Governo destina R$ 10 bilhões para ações contra a pandemia

De acordo com o texto da medida provisória, R$ 8,148 bilhões serão liberados a partir da contratação de operação de crédito

Publicado

em

Bahia.ba – O presidente Jair Bolsonaro editou medida provisória (MP) que libera R$ 10 bilhões para o Ministério da Saúde para ações de enfrentamento ao novo coronavírus, causador da covid-19, no país.

A MP 969/2020, que abre o crédito extraordinário para o Fundo Nacional de Saúde, foi publicada nesta quarta-feira (20) em edição extra do Diário Oficial da União.

De acordo com o texto da medida provisória, R$ 8,148 bilhões serão liberados a partir da contratação de operação de crédito interna (contratos ou emissão de títulos da dívida pública). A medida não informa a fonte dos R$ 1,9 bilhão restantes.

P U B L I C I D A D E

CORONAVÍRUS

Avião com primeiro lote da vacina Coronavac desembarca no Brasil

Imunizante é testado em estudo em estágio avançado de Fase 3 no Brasil pelo Instituto Butantan

Publicado

em

Metro1 – O avião com o primeiro lote de doses prontas da vacina Coronavac, vindas da China, chegou hoje (19) Brasil, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O imunizante está atualmente em estágio avançado de testes de Fase 3 no país pelo Instituto Butantan. Ao todo, 120 mil doses do imunizante desembarcaram no país. Ainda neste mês, o Butantan espera receber 600 litros de matéria-prima da Sinovac para iniciar a produção local da vacina.

Na avaliação do diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, o instituto será capaz de produzir 46 milhões de doses de vacinas até janeiro. Nesta semana, pesquisadores apontaram que dados preliminares dos testes clínicos com o imunizante mostraram que a vacina induziu uma rápida resposta imune, mas o nível de anticorpos produzidos foi menor do que o visto em pessoas que se recuperaram da doença.

Embora os testes em estágios inicial e intermediário não tenham sido desenvolvidos para determinar a eficácia da Coronavac, os pesquisadores disseram que ela pode fornecer proteção suficiente, com base na experiência com outras vacinas e em dados de estudos pré-clínicos em macacos.

Continuar Lendo

CORONAVÍRUS

Em novo recorde, Bahia registra 3.840 casos confirmados e 53 mortes, em 24 horas

Atualização da Secretaria da Saúde da Bahia eleva número total de infectados para 73.307 casos e 1.853 óbitos, desde o início da pandemia

Publicado

em

Bahia.ba – O mais recente boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) aponta que nas últimas 24 horas, a Bahia registrou mais um recorde nesta crise sanitária: foram notificados 3.840 novos casos de Covid-19, representando uma taxa de crescimento de +5,5%.

Ainda segundo o boletim, 53 pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus e 3.813 foram curadas, até as 18h desta terça. No último domingo (28), o estado contabilizou 3.251 novas notificações, este era o maior número em apenas um dia.

Essa atualização eleva o número total de infectados no território baiano para 73.307 casos confirmados e 1.853 óbitos, desde o início da pandemia. Destes, 47.759 casos são considerados curados, 23.695 ainda encontram-se ativos e 8.724 profissionais da saúde foram positivados para a doença.

As confirmações da Sesab ocorreram em 385 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (47,05%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Itajuípe (1.898,39), Gandu (1.539,98), Ipiaú (1.510,69), Uruçuca (1.271,99) e Itabuna (1.210,00).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 162.200 casos descartados e 75.726 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde.

Em relação aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 916 leitos exclusivos para o coronavírus, 718 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 78%.

Continuar Lendo

CORONAVÍRUS

Bolsonaro estenderá auxílio emergencial em duas parcelas de R$ 600, diz jornal

Governo havia anunciado anteriormente que pagamentos seriam de R$ 500, R$ 400 e R$ 300

Publicado

em

Bahia.ba – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciará ainda nesta terça-feira (30) a prorrogação do auxílio emergencial e, segundo membros do governo, o Executivo caminha para conceder mais duas parcelas de R$ 600.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, fontes afirmam à reportagem que a decisão vai em direção a esse desfecho devido à facilidade de a proposta ser executada sem passar pelo Congresso, já que o governo não precisaria enviar um novo texto aos parlamentares.

A lei que instituiu o auxílio concedeu ao Executivo a possibilidade de renovar o benefício se os valores forem mantidos e a proposta inicial era de o auxílio ser concedido durante três meses, por R$ 600.

A decisão de manter o valor por mais dois meses será diferente daquela anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro Paulo Guedes (Economia) na última quinta-feira (25). Eles informaram em live que deveria haver uma prorrogação do auxílio por mais três meses em parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300.

As discussões foram tomadas por idas e vindas e, nesta terça, Guedes chegou a falar em uma prorrogação maior, de três meses.

“Demos os três meses iniciais e estendemos agora porque ela [pandemia] não começou a descer ainda. Estendemos por mais três meses, mas acreditamos que realmente ela vá descer nesses próximos três meses”, disse.

Ainda de acordo com a Folha, o ministro sinalizou que o grau de contaminação do coronavírus pode levar a uma extensão ainda maior da medida. “Se não descer [a pandemia], lá vamos nós pensar de novo em quanto tempo mais teremos que segurar o fôlego”, disse.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA