Warning: Use of undefined constant COOKIEHASH - assumed 'COOKIEHASH' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tudoepolitica/www/wp-content/plugins/psn-pagespeed-ninja/public/advanced-cache.php on line 255
Governo Bolsonaro não prevê novos atendidos e 13º para Bolsa Família em 2020 - Tudo é Política
Conecte conosco

BRASIL

Governo Bolsonaro não prevê novos atendidos e 13º para Bolsa Família em 2020

Dados obtidos pela Folha apontam ainda que o ingresso no programa caiu a patamares extremamente baixos nos últimos meses

Publicado

em

Metro1 – Documento enviado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro à Câmara Federal não prevê novos beneficiários do Bolsa Família em 2020.

De acordo com a Folha, o Ministério da Cidadania alegou que a cobertura do programa tem que ser compatível com o Orçamento federal.

“Ao calcular suas despesas [com o Bolsa Família] para 2020, [o governo] não incluiu novas famílias beneficiárias em suas projeções”, diz o ofício.

O projeto de Orçamento elaborado pela equipe econômica reservou R$ 29,5 bilhões para o programa no próximo ano. O valor é inferior aos R$ 32 bilhões de 2019 e também não conta com a previsão do 13º para beneficiários, prometido por Bolsonaro. 

A expectativa é de que 13,2 milhões de famílias sejam atendidas no próximo ano. O ministro Osmar Terra (Cidadania) afirma que o número de beneficiários é um processo dinâmico. “Todo dia entra e sai gente do Bolsa Família”, disse.

Dados obtidos pela Folha apontam, no entanto, que o ingresso caiu a patamares extremamente baixos no governo Bolsonaro. Até o mês de maio, a média era de 220 mil famílias que conseguiam o benefício por mês. Em junho, no entanto, caiu para 2.500. O patamar tem se mantido baixo. Conforme a Folha, é a primeira vez na história do programa que o número de ingressantes ficou um longo período abaixo de 10 mil famílias.

BRASIL

Prazo para eleitor regularizar título termina em maio

Além de ficar impedido de votar, sem o documento em dia, o indivíduo fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições

Publicado

em

Metro1 – O prazo de regularização para os cidadãos que tiveram o título de eleitor cancelado vai até o dia 6 de maio de 2020. Após esse período, quem não estiver em dia com o documento, não poderá votar nas eleições municipais de outubro. Além disso, sem o documento regularizado, o indivíduo fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

Para regularizar o título, o cidadão deve comparecer ao cartório eleitoral, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Será cobrada uma multa de R$ 3,51 por turno que o eleitor deixou de comparecer.

O eleitor pode verificar a situação do seu título através do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O primeiro turno das eleições de 2020 será realizado no dia 4 de outubro.

Continuar Lendo

BRASIL

Exames apontam contaminação em mais onze lotes de cerveja Backer

Análises laboratoriais foram divulgadas pelo Ministério da Agricultura e apontaram presença do dietilenoglicol nos rótulos da cervejaria

Publicado

em

Metro1 – O Ministério da Agricultura divulgou no início da noite do último sábado, os resultados laboratoriais que apontaram a presença do dietilenoglicol e monoetilenoglicol em mais 11 lotes de cervejas produzidos pela Cervejaria Backer. Com isso, o número de lotes contaminados já somam 32.

Considerando a possibilidade de outros lotes de produtos da cervejaria estarem comprometidos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), interditou todas as cervejas produzidas pela Backer cuja data de validade seja igual ou posterior a agosto de 2020.

Até o momento, foram confirmadas quatro mortes e 14 internamentos em estado grave, por intoxicação no estado de Belo Horizonte.

Continuar Lendo

BRASIL

Monitor aponta aumento da gravidade da seca e da área com fenômeno na Bahia

Relatório compara a situação do estado entre novembro e dezembro do ano passado

Publicado

em

Metro1 – A atualização mais recente do Monitor de Secas aponta que a Bahia teve aumento da seca grave na faixa oeste do estado e na faixa centro-leste, perto da região da Chapada Diamantina, de acordo com comunicado da Agência Nacional de Águas (ANA). 

O relatório compara a situação do estado entre novembro e dezembro do ano passado.

A área de seca de nível “moderada” também aumentou no baixo sul baiano. O monitor ainda registrou aumento da seca “fraca” no leste do estado, em direção ao Recôncavo Baiano.

Apesar do registro de chuvas em boa parte do centro-sul e oeste baiano, houve precipitações abaixo da média em praticamente todo o estado.

Houve chuvas abaixo da média histórica na faixa centro-sul do Maranhão e do Piauí, oeste do Espírito Santo, Paraíba, Pernambuco, sul do Ceará, além de todo o território de Tocantins, Bahia, Alagoas, Sergipe e Minas Gerais. 

Por outro lado, chuvas acima da média histórica foram observadas em locais isolados do oeste e norte do Maranhão, centro-norte do Piauí e Ceará. Nas demais áreas, as precipitações ficaram próximas à média histórica.

O Monitor de Secas é coordenado pela Agência Nacional de Águas (ANA), com o apoio da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), e desenvolvido em conjunto com diversas instituições estaduais e federais ligadas às áreas de clima e também de recursos hídricos. Na Bahia, o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) é o órgão que atua no monitor. 

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA