Conecte conosco

Educação

ENEM 2019: Edital é divulgado; taxa de inscrição é de R$ 85

inscrições vão de 6 a 17 de maio. Prova será aplicada em dois domingos: 3 e 10 de novembro

Publicado

em

180 GRAUS – O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou nesta segunda-feira, 25 de março, Edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 com o cronograma e regras da edição. As principais datas já tinham sido anunciadas pelo Inep. Este ano o Enem terá um novo sistema de inscrição, mais interativo, e será solicitada, de forma opcional, a inclusão de foto. Outra mudança é na segurança: será eliminado o participante que deixar seu aparelho eletrônico emitir qualquer tipo de som durante a prova e todos os lanches passarão por revista. O candidato poderá, ainda, se beneficiar de um aplicativo de orientação profissional. A ferramenta está em concepção e será detalhada em breve.

ACESSE AQUI O EDITAL

O espaço para rascunho da redação (pautado) e cálculos está garantido, só não será uma folha avulsa. A área para rascunho virá ao final no caderno de questões e pode ser destacada. Com isso teremos uma economia significativa para os cofres públicos, mantendo o mesmo espaço útil para rascunhos. Outras mudanças, sem alterar a estrutura do exame e procurando beneficiar os participantes, estão sendo estudadas pela nova direção do Inep.

A taxa de inscrição será de R$ 85, embora o valor a ser cobrado devesse ser de R$ 106,59 por participante, caso se considerasse todos os custos do Exame. Além de subsidiar mais de R$ 30 para todos os participantes, o Inep reajustou a taxa de inscrição abaixo dos índices de inflação, no caso, o IPCA. Para o Enem 2020, o Inep pretende que a taxa de inscrição a ser cobrada será compatível aos custos reais do Exame.

O Governo Federal, tradicionalmente, custeia, integralmente, o Enem para pelo menos 70% dos participantes. Tem direito à isenção o participante que:

Está cursando a última série do Ensino Médio, em 2019, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar;

Cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada; além de ter renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio;

Está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda com Número de Identificação Social (NIS), único e válido; além de ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Solicitação de isenção e justificativa de ausência – Já na próxima semana os interessados em fazer o Enem 2019 têm seu primeiro compromisso. Os três perfis de participantes que têm direito à isenção da taxa devem fazer a solicitação entre 1º e 10 de abril, por meio do Sistema Enem. Os documentos aceitos para solicitação de isenção estão listados no anexo II do edital. O participante que já teve isenção no ano passado, faltou aos dois dias de prova, e quer isenção também em 2019, precisa cumprir uma etapa a mais: fazer a justificativa de ausência, também entre 1º e 10 de abril, no Sistema Enem. Os documentos aceitos para justificativa de ausência estão listados no anexo III do edital.

Inscrição – O resultado da solicitação de isenção e da justificativa de ausência será divulgado em 17 de abril. Se forem negados, o participante tem direito a recorrer da decisão entre 22 e 26 de abril. Se forem aprovados, não significa que o participante está inscrito. Todos os participantes precisam fazer inscrição, inclusive aqueles que tiverem a isenção aprovada. O período de inscrição será de 6 a 17 de maio, também no Sistema Enem. A taxa de inscrição pode ser paga até 23 de maio.

Acessibilidade – A Política de Acessibilidade e Inclusão do Inep garantirá atendimento especializado, específico e por nome social aos participantes que comprovarem necessidade. Além dos três tipos de atendimentos, são mais de 13 recursos de acessibilidade. Surdos, deficientes auditivos e surdocegos deverão informar, durante a inscrição, se usam aparelhos auditivos ou implantes cocleares. As solicitações, com exceção do nome social, devem ser feitas durante a inscrição.

Cronograma

– Pedido de isenção: 1º a 10 de abril

– Justificativa de ausência no Enem 2018: 1º a 10 de abril

– Resultado da solicitação de isenção: 17 de abril

– Solicitação de recursos caso a isenção seja negada: 22 a 26 de abril

– Pedido de atendimento especial ou de uso de nome social: 6 a 17 de maio

– Pagamento da taxa de inscrição: 6 a 23 de maio

– Inscrições: 6 a 17 de maio

– Provas: 3 e 10 de novembro

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Aplicativo gratuito disponibiliza conteúdo exclusivo para participantes do Enem

Ferramenta criada pelo Inep já foi baixada por mais de 2,5 milhões de pessoas

Publicado

em

Bahia.ba – Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem contar com mais um recurso para se prepararem para a prova. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizou aplicativo reunindo tanto informações importantes sobre o exame, quanto conteúdos exclusivos com material de estudo para os candidatos. Gratuito, o app pode ser baixado na App Store (IOS) quanto na Play Store (Android).

Na ferramenta, podem ser acessados: cronograma do Enem, mural de avisos, edital, vídeo do edital em Libras, notícias, o programa Hora do Enem, da TV Escola, uma lista das perguntas mais frequentes que ajudam a esclarecer as principais dúvidas sobre o exame, entre outras informações.

Após o exame, o participante poderá consultar no aplicativo o gabarito e o resultado final, conforme cronograma de divulgação. Mais de 2,5 milhões de pessoas já baixaram o aplicativo desde seu lançamento.

Outra funcionalidade é a possibilidade de conferir as informações pessoais. Nesta seção, estão os dados pessoais do participante, como nome, número de CPF, o número de inscrição e o Cartão de Confirmação da Inscrição, divulgado no dia 16 de outubro.

O Enem 2019 será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro em todos os estados e no Distrito Federal. O resultado será divulgado em janeiro de 2020 e, com ele em mãos, é possível pleitear uma vaga no ensino superior. A principal forma é por meio dos programas estudantis do governo federal: Sistema de Seleção Unificada (Sisu); Programa Universidade para Todos (Prouni); Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) além de Universidades Portuguesas.

Continuar Lendo

Educação

Enem é aceito em 42 instituições de ensino portuguesas

Segundo o Inep, esse é o 42º convênio firmado com instituições portuguesas de ensino superior

Publicado

em

Bahia.ba – As notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passará a ser utilizada pelo Instituto de Estudos Superiores de Fafe (IESFafe) na seleção de brasileiros para os cursos de graduação.

Segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), esse é o 42º convênio firmado com instituições portuguesas de ensino superior.

A instituição portuguesa é voltada principalmente para as áreas de educação, tecnologia, gestão de empresa e turismo. Os cursos são pagos, mas é possível pleitear bolsas de estudo, de acordo com informações na página da instituição. Os participantes do Enem 2019, segundo o Inep, já poderão se beneficiar do novo acordo.

O Enem Portugal, programa de acordos entre o Inep e as instituições de educação superior portuguesas, foi criado em 2014. Mais de 1,2 mil brasileiros que ingressaram nessas instituições por meio dos convênios do Inep.

Seleção – Cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas. As instituições de ensino superior portuguesas signatárias de convênio são responsáveis pela comunicação oficial com os candidatos admitidos em seus cursos.

De acordo com o Inep, os convênios interinstitucionais não envolvem transferência de recursos e não preveem financiamento estudantil pelo governo brasileiro. A revalidação de diplomas e o exercício profissional no Brasil dos estudantes que cursarem o ensino superior em Portugal estão sujeitos à legislação brasileira.

Em nota, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, diz que pretende estender os convênios também para a Espanha: “Iniciamos as tratativas com a Embaixada da Espanha para que as instituições de ensino superior espanholas também aceitem o Enem como prova de acesso”.

Na página do Enem Portugal estão disponíveis mais informações sobre o programa

Continuar Lendo

Educação

MEC anuncia liberação de todo orçamento bloqueado de universidades

Os valores foram liberados agora, segundo o ministério, para que haja tempo de as universidades empenharem os recursos ainda neste ano e garantirem sua execução

Publicado

em

Metro1 – O Ministério da Educação anunciou hoje (18) que vai liberar todo orçamento das universidades e institutos federais que estavam bloqueados. 

De acordo com a Folha, a informação foi confirmada pelo ministro Abraham Weintraub. Somados, os valores passam de R$ 1 bilhão de reais e virão de  de remanejamentos internos do MEC e devem garantir a execução integral dos recursos discricionários das instituições. Não fazem parte, portanto, de um novo descontingenciamento do orçamento.

A pasta da Educação do governo Jair Bolsonaro (PSL) ainda sofre um bloqueio de recursos, atualmente de R$ 2,9 bilhões, que atinge ações que vão da educação básica à pós-graduação.

Os valores foram liberados agora, segundo o ministério, para que haja tempo de as universidades empenharem os recursos ainda neste ano e garantirem sua execução.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA