Conecte conosco

Saúde

DF: primeira paciente diagnosticada com coronavírus em DF já está curada

Contágio ocorreu durante Conferência da Mulher Advogada

Publicado

em

Bahia.ba – Uma paciente diagnosticada com o novo coronavírus (Covid-19) no Distrito Federal já está curada. A advogada Daniela Teixeira foi a primeira na região a conseguir a cura, após semanas de medo e apreensão.

“Fui infectada no dia 6 de março, na Conferência da Mulher Advogada. Várias amigas começaram a apresentar os sintomas e tiveram exames dando positivo. Eu fiz o exame, embora não estivesse com sintomas. Ainda tinha facilidade para isso, pois o laboratório onde fiz realizava em casa. Aí deu positivo”, disse à Agência Brasil.

Ela contou ainda que, de suas colegas infectadas, três estão internadas na UTI. “É um medo constante de contaminar alguém da família e de apresentar sintoma”, destacou.

CORONAVÍRUS

Após recusa de venda da vacina, secretário de Saúde da Bahia critica falta de compromisso da Pfizer

Usou a boa fé de 1.500 voluntários baianos no desenvolvimento da sua vacina Covid-19 e agora recusa-se a vender vacina para a Bahia’, disse Fábio Vilas-Boas

Publicado

em

Metro1 – O secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas publicou hoje (21), nas suas redes sociais, uma mensagem de repúdio a atitude da farmacêutica Pfizer/BioNTech, que vendeu todas as vacinas para outros países, após o estado ter se preparado para recebê-las.

De acordo com o representante da pasta, a empresa fabricante do imunizante contra o coronavírus se reuniu com o governador do estado, Rui Costa, para vender a vacina. Ele diz que “a partir dali nos preparamos”, agora, em vão.

O secretário informa que o governo baiano apoiou, com a certeza de que iria receber as vacinas, ofereceu apoio ao centro de pesquisas entidade Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) e investiu na montagem de uma rede de ultracongeladores, pois os imunizantes da Pfizer precisam ser armazenados em um temperatura entre -70°C e -80°C.

Ele conclui que, ao recursar-se a vender a vacina para a Bahia, o laboratório foi ingrato, pois “usou a boa fé de 1.500 voluntários baianos no desenvolvimento da sua vacina da Covid-19”.

Continuar Lendo

BRASIL

Governadores receiam transmissão da variante da Covid-19 com transferência de pacientes do Amazonas

O gestor do estado afirma que era a única solução para salvar os pacientes que precisam de oxigênio para sobreviver

Publicado

em

Metro1 – De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, as autoridades estão com medo de que a transferência de pacientes de Manaus para outros estados acelere a disseminação da nova cepa no Brasil. Segundo o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC-AM) essa era a única solução para salvar os pacientes que precisam de oxigênio para sobreviver.

A situação crítica dos hospitais de Manaus, sem oxigênio disponível, levou alguns representantes do Judiciário e do Legislativo a cobrarem ao presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), uma ação realmente eficaz contra a crise.

Em uma reunião realizada ontem (14), o Ministério da Saúde fez um documento chamado de “Operação Oxigênio”, com uma lista de intervenções, como a transferência de pacientes para outros estados, que já está sendo feita.

De todos os estados, nove estão com a ocupação de leitos acima de 70% e não podem receber os amazonenses. São eles Pernambuco (83%), Mato Grosso do Sul (80%), Paraná (80%), Espírito Santo (79%), Rondônia (78%), Santa Catarina (75%), Rio Grande do Sul (74%), Bahia (73%) e Minas Gerais (71%).

Continuar Lendo

CORONAVÍRUS

Postos de saúde de Salvador já estão preparados para aplicar vacinas contra o coronavírus

No total, serão 32 pontos de imunização implantados em locais estratégicos da cidade, incluindo nove estruturas que irão operar no sistema drive thru

Publicado

em

Bahia.ba – Aplicar cerca de 15 mil doses por hora. Essa é a capacidade estimada pela Prefeitura de Salvador para o esquema de vacinação contra a Covid-19. No total, serão 32 pontos de imunização implantados em locais estratégicos da cidade, incluindo nove estruturas que irão operar no sistema drive thru – com a aplicação da vacina sem a necessidade de o cidadão descer do veículo.

Um desses locais de vacinação será o complexo de saúde Clementino Fraga, nos Barris. Os demais, inclusive os pontos de drive-thru, serão divulgados em breve pela Prefeitura, que aguarda as doses do governo federal, após liberação do uso das vacinas que serão adquiridas pela União e distribuídas a estados e municípios.

O esquema desenhado no Plano Municipal de Imunização prevê ainda a disponibilização de 202 salas e 506 boxes para aplicação das doses, além de equipes de saúde que realizarão a vacinação extramuros em instituições que abrigam idosos e hospitais, em residências com indivíduos contemplados pela estratégia que encontram-se acamados, bem como na população de rua.

“Estamos preparados para iniciar a imunização na cidade em até 72 horas após a chegada das doses em nosso estoque. A estrutura montada contempla todos os tipos de imunizantes que foram desenvolvidos até o momento, inclusive o da Pfizer, que requer acondicionamento em baixíssima temperatura. Também estamos mantendo contato com os laboratórios, alguns com tratativas mais avançadas, para assegurar que a vacinação esteja disponível o mais rápido possível para os soteropolitanos”, destacou o titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Leo Prates.

A vacinação na capital baiana acontecerá de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Também há a possibilidade de estender o horário dos serviços para 22h durante a semana, além de funcionar aos sábados, domingos e feriados. Para garantir maior segurança à população, será solicitado apoio dos profissionais de segurança para escoltar o transporte das doses e atuar nos locais de vacinação.

Estoque de seringas – Na última semana, a SMS adquiriu mais de 146 mil seringas e 35 mil agulhas para vacinar a população contra a Covid-19. A aquisição segue a programação da pasta para assegurar a imunização dos soteropolitanos quando as doses chegarem na cidade.

Com isso, a capital baiana já dispõe de mais de um milhão de seringas e cerca de 450 mil agulhas no almoxarifado da rede municipal. “A chegada das agulhas e seringas para vacinação da população mostra como Salvador se organiza, se planeja e age com competência, seja através de aquisição própria ou disponibilização pelo governo federal ou estadual.”

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA