Conecte conosco

Saúde

Começa segunda-feira (23) a Campanha de Vacinação contra a Gripe

Publicado

em

Sesab – Historicamente realizada em abril, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza foi antecipada em um mês por conta do momento em que o mundo passa no combate ao novo coronavírus. Com isso, a partir da próxima segunda-feira (23), pretende-se proteger a população contra a influenza, além de minimizar o impacto sobre os serviços de saúde. Na Bahia, a meta é imunizar 90% do público alvo, formado por cerca de 4,6 milhões de pessoas.

A imunização será iniciada nesta segunda-feira (23) em postos espalhados por todo o estado. Este ano, os idosos e os profissionais de saúde que atuam na linha de frente, no atendimento à população, serão os primeiros a serem imunizados. Também nesta primeira fase serão imunizadas funcionários do sistema prisional e as populações indígena e a privada de liberdade.

A priorização dos idosos nessa primeira etapa, de acordo com o Ministério da Saúde, mesmo diante da não eficácia da vacina de Influenza contra o coronavírus, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para a Covid 19. Além disso, a pasta considera os estudos e dados que apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos.

A partir do dia 16 de abril, professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além dos portadores de doenças crônicas e outras clínicas especiais, poderão se vacinar. A partir de 9 de maio, serão as crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos,11 meses e 29 dias), mulheres grávidas, mães no pós-parto, jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa, pessoas com 55 anos ou mais e pessoas portadoras de deficiências.

Para a campanha será utilizada uma vacina segura, de vírus inativado, trivalente (proteção para três vírus: H1N1, H3N2 e Influenza B) e que não têm a capacidade de causar gripe. No estado da Bahia, em 2020, já foram confirmados 64 casos de influenza, e dentre esses, 48 foram confirmados para H1N1, com ocorrência de três óbitos pela doença.

Estratégia diante da pandemia do novo coronavírus

Para evitar aglomerações nos postos de vacinação, a Secretaria da Saúde do Estado enviou orientações às secretarias municipais de saúde. Uma das propostas é realizar vacinação extramuro, por exemplo, em locais de convivência social (supermercados, centro de idosos, igrejas, escolas) em locais abertos e ventilados e, inclusive, em unidades móveis da saúde.

CORONAVÍRUS

Rui Costa sanciona lei que antecipa feriados na Bahia

Governador também determinou suspensão de serviços não essenciais nos dias 28 e 29/05 (quinta e sexta da próxima semana) em mais nove cidades além de Salvador

Publicado

em

Metro1 – O governador da Bahia, Rui Costa, sancionou, na manhã deste sábado (23), a lei que antecipa os feriados de São João (24/06) e da Independência da Bahia (02/07), em todas as cidades do estado, para as próximas segunda e terça-feira (25 e 26/05). A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) aprovou o projeto hoje. 

Em Salvador, o prefeito ACM Neto também antecipou o feriado de 8 de dezembro, quando acontecem as comemorações à Nossa Senhora da Conceição da Praia, para a quarta-feira, dia 27 de maio. Os municípios baianos que desejarem poderão antecipar um feriado municipal previsto para este ano também para a quarta-feira.

O gestor do estado também determinou a suspensão dos serviços não essenciais nos dias 28 e 29/05 (quinta e sexta da próxima semana) em mais oito cidades além de Salvador: Feira de Santana, Lauro de Freitas, Itabuna, Ilhéus, Jequié, Candeias, Ipiaú e Camaçari – todas com mais de 100 casos confirmados do novo coronavírus.

Nestes dias, só será permitido o funcionamento de agências bancárias, farmácias, indústrias, limpeza pública, manutenção urbana, supermercados e outros serviços relacionados a saúde e segurança. 

Continuar Lendo

CORONAVÍRUS

Governo proíbe entrada de estrangeiros no país por 30 dias

Decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União

Publicado

em

Bahia.ba – O governo federal publicou em edição extra do Diário Oficial da União uma portaria que restringe a entrada de estrangeiros no Brasil por 30 dias em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

A entrada de estrangeiros, de qualquer nacionalidade, fica proibida por rodovias ou outros meios terrestres, por via aérea ou por transporte aquaviário. O prazo de 30 dias poderá ser prorrogado por recomendação técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que foi a entidade que recomendou a restrição.

Pelo ato, a restrição não se aplica a brasileiros natos ou naturalizados; imigrantes que tenham residência permanente no Brasil; profissionais estrangeiros em missão que estejam a serviço de organismo internacional; passageiros em trânsito internacional, desde que não saiam da área internacional do aeroporto e que o país de destino admita o seu ingresso; funcionários estrangeiros acreditado junto ao Governo brasileiro; além de estrangeiros que sejam cônjuges, companheiros, filhos, pais ou curadores de brasileiros; que tenham o ingresso autorizado pelo governo brasileiro ou sejam portadores do Registro Nacional Migratório.

A proibição, entretanto, não atinge atividades como ações humanitárias transfronteiriças e o transporte e desembarque de cargas, entre outras atividades.

A portaria é assinada pelos ministros da Casa Civil, Braga Netto, da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, da Infraestrutura, Tarcisio Freitas, e da Saúde, Eduardo Pazuelo.

Continuar Lendo

CORONAVÍRUS

Governo destina R$ 10 bilhões para ações contra a pandemia

De acordo com o texto da medida provisória, R$ 8,148 bilhões serão liberados a partir da contratação de operação de crédito

Publicado

em

Bahia.ba – O presidente Jair Bolsonaro editou medida provisória (MP) que libera R$ 10 bilhões para o Ministério da Saúde para ações de enfrentamento ao novo coronavírus, causador da covid-19, no país.

A MP 969/2020, que abre o crédito extraordinário para o Fundo Nacional de Saúde, foi publicada nesta quarta-feira (20) em edição extra do Diário Oficial da União.

De acordo com o texto da medida provisória, R$ 8,148 bilhões serão liberados a partir da contratação de operação de crédito interna (contratos ou emissão de títulos da dívida pública). A medida não informa a fonte dos R$ 1,9 bilhão restantes.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA