Conecte conosco

ELEIÇÕES

Bolsonaro diz que vai vetar aumento do fundo eleitoral

Anúncio foi feito um dia depois de responsabilizar o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, pela mudança

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira (19) que pretende vetar o aumento do fundo eleitoral previsto na  Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A ampliação do fundo de R$ 2 bilhões para R$ 5,73 bilhões gerou polêmica.

“É uma cifra enorme, que no meu entender, está sendo desperdiçada. Posso adiantar que não será sancionada”, afirmou o presidente em entrevista à TV Brasil, que vai ao ar às 22h30.

Em entrevista ao deixar o hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após tratamento para desobstrução intestinal, Bolsonaro culpou o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), pela “turbinada” no fundo eleitoral, apesar de sua base votar a favor da LDO.

“Então, num projeto enorme, alguém botou lá dentro essa casca de banana, essa jabuticaba. O Parlamento descobriu, foi tentando destacar para que a votação fosse nominal. Essa questão, o presidente Marcelo Ramos, do Amazonas…”, disse Bolsonaro.

O deputado, então, reagiu e afirmou que, a partir de agora, será de oposição.

“Jair Bolsonaro sabe que está mentindo! O Governo dele enviou LDO c/ fundão eleitoral. Líderes do governo e filhos do Bolsonaro votaram a favor do fundão. Nem votei por estar presidindo a sessão. Presidente, você tem a caneta p/ vetar. Seja homem, assuma suas responsabilidades”, afirmou Ramos.

“Tem coragem, @jairbolsonaro? Desafio o Sr. para um debate sobre o Fundão eleitoral que o seu governo criou. Pode escolher o dia, local e horário. Estarei lá! Sem medo! Se quiser, já falamos dos sobrepreço de vacinas, rachadinhas e outras maracutaias! Tem coragem ou vai fugir?”, disse ainda.

Com informações da Revista Fórum.

ELEIÇÕES

Bolsonaro confessa que vem mentindo há tempos sobre fraude eleitoral: “não temos prova”

O chefe do governo federal ainda acusou o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, de querer impor a vitória de Lula em 2022

Publicado

em

Durante live nesta quinta-feira (24) que supostamente provaria que as urnas eletrônicas, utilizadas nas eleições brasileiras, não são confiáveis, Jair Bolsonaro confessou que vem mentindo há meses sobre o processo eleitoral.

Bolsonaro, que vem utilizando o voto impresso como principal bandeira de seu governo, confessou: “não temos prova” sobre fraudes em eleições anteriores no país.

O chefe do governo afirma somente que existem “indícios fortíssimos” de que as urnas tenham falhado ao longo da história. Tais indícios, porém, se baseiam em materiais “disponíveis na internet”.

Em mais um ataque ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, Bolsonaro disse, em uma acusação gravíssima, que o magistrado “não quer eleição, ele quer impor um nome”. O “nome” seria o do ex-presidente Lula, favorito para o pleito de 2022.

Com informações do Brasil 247.

Continuar Lendo

ELEIÇÕES

Neto diz que deve formalizar pré-candidatura ao governo até o fim do ano

Publicado

em

Neto diz que deve formalizar pré-candidatura ao governo até o fim do ano

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, afirmou nesta quinta-feira (29) que quer formalizar até o fim do ano a pré-candidatura ao governo estadual. A partir daí, será o momento para conversar mais com aliados e partidos para definir a chapa.  “Felizmente, temos lideranças de peso que reúnem todas as condições para compor o nosso time”, disse o político durante visita à cidade baiana de Pindobaçu. Ele visitou um garimpo de esmeraldas e a barragem do município.

Neto foi questionado sobre os 16 anos do PT no poder, que se completam no ano que vem, último da gestão de Rui Costa. Para ele, a Bahia não teve o salto de qualidade de vida que a população esperava no período. “O ponto central é que as desigualdades sociais, os índices de pobreza e as oportunidades de emprego e renda para a população não melhoraram. Pelo contrário. Não podemos aceitar que a Bahia ocupe os últimos lugares nas estatísticas de educação e violência”, disse o ex-prefeito de Salvador.

Para ele, faltou visão estratégica, arrojo e capacidade nas gestões petistas para construir um futuro melhor. “A Bahia pode muito mais e estou preparado para oferecer ao nosso Estado o melhor governo do Brasil, como fiz nos oito anos em que estive à frente da Prefeitura de Salvador”, acrescentou.

Ontem, ACM Neto esteve ainda em Campo Formoso, onde participou, ao lado do prefeito Elmo Nascimento (Democratas), dos 141 anos de emancipação política do município. “Eu não tenho escondido o meu enorme desejo de construir uma candidatura ao Governo do Estado da Bahia no ano que vem. Não disputarei nenhum outro cargo ano que vem a não ser o de governador. Portanto, este é o único caminho”, diz.

Correio 24h

Continuar Lendo

ELEIÇÕES

VÍDEO: MARCELINHO GUIMARÃES VISITA SIMÕES FILHO E É RECEBIDO POR CORRELIGIONÁRIOS

Publicado

em

Marcelinho Guimarães, inclui Simões Filho, no seu projeto político e é recebido por correligionários

Marcelo Guimarães Filho, mais conhecido como Marcelinho Guimarães, afirmou reconhecer a importância da cidade de Simões Filho, dentro do contexto político, e passará a vir mais vezes á cidade com o apoio dos amigos Alfredão, Ferdnand Andrade, Valter e Gustavo Ferraz..

“Simões Filho é parte importante do nosso projeto político. Temos informação do sentimento de frustração, do eleitor de Simões Filho, historicamente, são lembrados somente no período do pleito eleitoral, os candidatos não realizam suas promessas. Nós queremos quebrar esse paradigma. Por isso, tenho o apoio de Alfredão, Ferdinand, Valter, além da importante participação de Gustavo Ferraz, todos estamos iniciando essa relação de proximidade, para elaborarmos ações que contemplem a cidade. Se eleito Deputado Federal, estarei defendendo as demandas e anseio do povo trabalhado desta cidade”. Disse Marcelinho Guimarães, ao Redação Nacional.

TRAJETÓRIA POLÍTICA

Marcelinho Guimarães, deu o pontapé inicial em sua carreira política, nas eleições do ano 2000, quando foi eleito para ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de Salvador. Em 2002, foi eleito para o seu primeiro mandato no Congresso Nacional, eleito Deputado Federal, com 58.389 votos. Reeleito nas eleições de 2006, com 93.253 votos.

Em parceria com o Redação Nacional

Continuar Lendo

ELEIÇÕES

Congresso aprova aumento do fundo eleitoral para quase R$6 bi

Publicado

em

O aumento do valor a ser repassado ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha, o chamado fundo eleitoral, gerou reação de senadores durante a votação do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2022. O PLN 3/2021, aprovado nesta quinta-feira (15) pelo Congresso Nacional, criou uma fórmula para o cálculo do montante a ser repassado ao fundo, que vai passar de R$ 2 bilhões para R$ 5,3 bilhões.

— A LDO, novamente, não reflete a necessidade do país, não garante requisitos de transparência e faz uma quase triplicação dos recursos destinados ao Fundo Eleitoral. É desnecessário, é equivocado e é desrespeitoso com as centenas de milhares de vidas que já perdemos e com o tamanho dos investimentos que serão necessários para a recuperação da nossa economia — criticou o líder do Cidadania, senador Alessandro Vieira (SE).

A votação foi feita de forma nominal, a pedido do Podemos. O partido havia apresentado um destaque para a votação em separado dessa parte do texto, mas o pedido foi derrubado na Câmara. Ao pedir a votação nominal, o senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), vice-líder do partido, afirmou que o registro serviria para marcar a “impressão digital” dos que aprovassem o aumento.

— É um absurdo o que estão fazendo. Em plena pandemia estão possibilitando que se aumente o fundo eleitoral. É uma coisa absurda! A imprensa toda já está falando nisso. É um desrespeito à nação — disse o senador, que orientou o voto não.

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) disse considerar o aumento indecente e imoral. Ele chegou a sugerir que o destaque apresentado pelos senadores do seu partido fosse reestabelecido e disse que, caso contrário, não poderia votar a favor da aprovação por causa do aumento do fundo.

O vice-presidente do Congresso, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), que presidia a sessão, explicou que não seria possível retomar um destaque e votar pela derrubada apenas dessa parte, já que os destaques haviam sido rejeitados durante a votação dos deputados.

Leia a matéria completa no Diário do Centro do Mundo.

Continuar Lendo

ELEIÇÕES

Em programa de rádio, Marcelinho Guimarães diz que a Bahia precisa recuperar o tempo perdido

Publicado

em

Em programa de rádio, Marcelinho Guimarães diz que a Bahia precisa recuperar o tempo perdido

TUDO É POLITICA – Investimentos na educação e projetos de geração de emprego e renda, pós pandemia, foram os principais temas discutidos por Marcelinho Guimarães, durante entrevista no programa Boa Tarde Bahia, na rádio Nazaré FM, com Anderson Minho.

Marcelinho Guimarães criticou a situação do ensino público baiano, que amargou o último lugar num ranking brasileiro de educação pública à distância durante a pandemia da Covid-19. O estudo foi elaborado pela Fundação Getúlio Vargas.

“A pandemia nos mostrou o quanto a nossa educação estadual é deficitária. A rede pública de ensino não conta com qualquer estrutura para oferecer ensino à distância. Jovens sem internet e sem computador”, criticou.

Durante o programa, Marcelinho Guimarães destacou a necessidade de um novo projeto político para a Bahia. “O estado não avançou em várias áreas nos últimos 16 anos, entre elas a educação. Precisamos recuperar o tempo perdido”, disse.

EMPREGO E RENDA

Outro tema discutido no programa Boa Tarde Bahia foi a retomada do crescimento da economia estadual, com a geração de emprego e renda. Segundo Marcelinho Guimarães, é preciso focar na qualificação de mão de obra – prejudicada com a pandemia.

“Os estudantes de nível médio também foram muito prejudicados com esta pandemia. Muitos tiveram sua formação atrasada, cursos profissionalizantes interrompidos e pouca assistência do Governo do Estado”, comentou.

Marcelinho Guimarães também falou sobre as próximas eleições. Ele garantiu que apoia o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, na disputa pelo Governo da Bahia, além de admitir que está discutindo com um arco de partidos a sua filiação.

Já definimos nosso apoio para as eleições de 2022. Vamos marchar com ACM Neto em um projeto novo para a Bahia. Sobre meu futuro, estamos discutindo com um arco de partidos, a exemplo do PSL, PSDB, PDT, Solidariedade e PROS”, admitiu.

Continuar Lendo

ELEIÇÕES

Expulso do DEM, Rodrigo Maia se oferece para ajudar Lula em 2022

Publicado

em

Ex-presidente da Câmara se propõe a ajudar na interlocução do ex-presidente com setores que se afastaram do Partido dos Trabalhadores.

“O ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia se ofereceu para colaborar com o programa de governo e nas articulações da campanha de Luis Inácio Lula da Silva para a presidência da República em 2022”, segundo informa a jornalista Malu Gaspar, em sua coluna no Globo. “Os dois tiveram uma conversa fechada no Palácio da Cidade, sede da Prefeitura do Rio de Janeiro, na última sexta-feira (11), da qual também participaram o prefeito, Eduardo Paes (PSD), e a presidente do PT Gleisi Hoffmann”, diz ainda a jornalista.

“Na conversa de 20 minutos com Lula, Maia disse que poderia ajudar a fazer a interlocução de sua campanha com políticos e setores da sociedade que hoje rejeitam o PT”, especialmente no chamado “mercado”. Em entrevista recente à TV 247, Maia disse que cabe a Lula liderar a luta democrática no País.

Com informações do Brasil 247.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA