Conecte conosco

Saúde

Bahia registra 108 casos de Covid-19, com 16 pacientes curados

Publicado

em

covid-19

Sesab – A Bahia registra 108 casos confirmados com coronavírus (Covid-19), 1.082 casos descartados e não há óbitos. Este número contabiliza todos os casos de janeiro até as 17 horas desta quinta-feira (26). A boa notícia é que, do total de casos, 16 estão curados, sendo dois no dia de hoje. Entre eles, uma mulher de 95 anos, que estava hospitalizada.

Os municípios com casos positivos são estes: Alagoinhas (01); Barreiras (01); Brumado (01); Camaçari (01); Canarana (01); Conceição do Jacuípe (01); Conde (01); Feira de Santana (09); Ilhéus (01); Itabuna (02); Jequié (01); Juazeiro (02); Lauro de Freitas (05); Porto Seguro (10); Prado (02); Salvador (63 casos, sendo 60 residentes na capital, 1 residente em Mossoró RN, 1 São Paulo e 1 Miami); São Domingos (01); Teixeira de Freitas (01) e 4 estão em investigação sobre o local de residência e infecção. Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.

Além dos 16 casos curados, a Bahia possui 51 pacientes em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução respiratória e de contato, sete pacientes encontram-se hospitalizados, sendo todos em Salvador, e 34 estão em investigação epidemiológica junto aos municípios.

Ressaltamos que os números são dinâmicos e na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em www.saude.ba.gov.br/coronavirus.

Diagnóstico laboratorial de infecção pelo SARS-CoV-2

Pacientes com suspeita de COVID-19 devem ter amostras coletadas e enviadas para o Lacen-BA quando estiverem em um dos seguintes critérios abaixo-relacionados:
1. Pacientes com sinais de gravidade, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou internados;
2. Pacientes sem sinais de gravidade contactantes de caso de COVID-19 suspeito ou confirmado, ou com histórico de viagem recente ao exterior em países com circulação do SARS-CoV2, e regiões do país com transmissão comunitária sustentada;;
3. Profissionais de saúde com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
4. Gestantes com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
5. Pessoas com febre, suspeitas de infecção, triadas nos Aeroportos, Portos e nas Estradas

Observação: pacientes que não se enquadrem nas situações acima não têm indicação para coleta de amostras.

CORONAVÍRUS

Quase 30 adolescentes internados em Cases têm diagnóstico de Covid-19 na Bahia

Segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, unidades adotam medidas para evitar a propagação da doença

Publicado

em

Metro1 – Até esta segunda (1º), foram confirmados 52 casos de Covid-19 em Comunidades de Atendimento Socioeducativo (Cases) da Bahia, sendo 29 em adolescentes infratores que cumprem medidas nas unidades.

Segundo a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), 33 colaboradores das comunidades tiveram diagnóstico positivo. No total, foram aplicados 641 testes. Não há detalhes sobre a distribuição dos casos por unidade.

Em nota enviada ao Metro1, a SJDHDS informou que a maioria dos jovens diagnosticados não apresentou sintomas da Covid-19. Todos foram transferidos para áreas de isolamento. Quanto aos funcionários, a pasta afirma que os profissionais são vinculados a empresas terceirizadas, que já foram informadas para darem todo suporte necessário aos funcionários.

A secretaria esclarece que a Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), órgão vinculado à pasta, que administra as Cases, ampliou as medidas preventivas desde o dia 16 de março. Entre as ações adotadas, estão a suspensão de visitas, distribuição de EPIs, desinfecção nas unidades e medição de temperatura. Ainda segundo a SJDHDS, os jovens infratores que chegam às Cases ficam em isolamento pelo período de 14 dias, mesmo que não apresentem qualquer sintoma.

Continuar Lendo

CORONAVÍRUS

Datafolha: maioria dos brasileiros conhece alguém que pegou coronavírus

Pesquisa ainda aponta que o temor em relação ao vírus aumentou: de cada 10 brasileiros, 8 dizem temer a Covid-19

Publicado

em

Metro1 – Três meses após o registro do primeiro caso no Brasil, 52% da população afirma que conhece alguém que contraiu o coronavírus, segundo pesquisa Datafolha divulgada hoje (2). O levantamento também mostra que o temor em relação ao vírus aumentou. De cada 10 brasileiros, 8 dizem temer a Covid-19.

Ao todo, 5% dos entrevistados pelo Datafolha disseram já ter contraído o vírus – 2% disseram ter feito teste, e 3%, afirmaram que não fizeram-, enquanto 52% relatam conhecer alguém que pegou. Parte das pessoas declarou estar nos dois grupos.

Entre os entrevistados que dizem conhecer alguém que pegou o coronavírus, o infectado é, na maior parte das vezes, um conhecido (37%) ou um amigo próximo (24%).

A parcela dos que afirmam já ter contraído o vírus ou saber de alguém nessa situação está concentrada principalmente na faixa de 25 a 59 anos (oscila de 57% a 59% nesses grupos) e é reduzida na faixa de 60 anos ou mais (44%), que tem os maiores índices de mortalidade. O número também é maior nas regiões metropolitanas (64%) e entre os mais ricos —abrange 77% da população com renda familiar mensal de mais de dez salários mínimos.

A parcela da população que diz ter muito medo do coronavírus chegou a 45%, ante os 38% registrados na pesquisa anterior, do início de abril, e 36% na realizada entre 18 e 20 de março. Ao mesmo tempo, 34% dizem sentir um pouco de medo, e 21% afirmam não ter medo.

Foram entrevistados por telefone 2.069 brasileiros adultos em todos os estados do país, nos dias 25 e 26 de maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Continuar Lendo

CORONAVÍRUS

Caixa inicia liberação saques e transferências da 2ª parcela do Auxílio Emergencial

Benefício começa a ser depositado em poupanças sociais digitais do banco

Publicado

em

Metro1 – A Caixa Econômica Federal (CEF) iniciou hoje (30) a liberação das transferências e saques em dinheiro da segunda parcela do Auxílio Emergencial depositada em poupanças sociais digitais do banco. O montante será liberado seguindo um cronograma ligado ao mês de nascimento do trabalhador. Os primeiros a receber serão 2,6 milhões de beneficiários nascidos em janeiro.

Até a data de liberação, os recursos já depositados nas poupanças podem ser usados apenas para pagamento de contas, de boletos e compras por meio do cartão de débito virtual. Segundo a Caixa, serão abertas 2.213 agências para pagamento em espécie. Clique aqui e confira a lista completa das unidades que vão abrir as portas.

Para quem indicou contas de outros bancos ou para quem tem poupança na Caixa, os recursos serão transferidos automaticamente da poupança social. Com isso, esses beneficiários poderão procurar as instituições financeiras com quem tem relacionamento, caso queiram sacar. Mais de 50 bancos participam da operação de pagamento do Auxílio Emergencial. 

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA