Conecte conosco

Polícia

Ativista Paulo Galo e a mulher são presos no caso do incêndio ao Borba Gato

Publicado

em

Paulo (Galo) Lima se apresentou nesta quarta-feira, dia 28, por volta das 13h, no 11º Distrito Policial de Santo Amaro, em São Paulo, onde é investigado o incêndio contra a estátua de Borba Gato, ocorrido no último sábado, dia 24.

A decisão que decretou a temporária saiu momentos após ele ter se apresentado. O mandado de busca e apreensão para a residência de Paulo havia sido expedido para o local errado e Paulo apresentou seu endereço correto, autorizando e possibilitando a entrada em sua residência para possíveis buscas.

Além dele, Danilo Oliveira (Biu), compareceu de forma espontânea para auxiliar nas investigações e assumir sua participação no ato.

“Para aqueles que dizem que a gente precisa ir por meios democráticos, o objetivo do ato foi abrir o debate. Agora, as pessoas decidem se elas querem uma estátua de 13 metros de altura de um genocida e abusador de mulheres”, comentou Paulo na ocasião.

A esposa de Galo, Gessica, também esteve presente para colaborar com as investigações e foi surpreendida com a expedição de mandado de prisão temporária em seu desfavor.

Gessica sequer estava presente no ato político do dia 24/07 e tem uma filha de 3 anos de idade com Paulo, também detido nesta data.

A equipe jurídica do escritório Jacob e Lozano acompanha o andamento do processo e pode dar um novo depoimento em breve.

Com informações do DCM.

P U B L I C I D A D E

BAHIA

VÍDEO: Médico pediatra é assassinado dentro de consultório no oeste da Bahia

Júlio César foi atacado após um paciente deixar a consulta

Publicado

em

Médico pediatra é assassinado dentro de consultório no oeste da Bahia

Um médico foi assassinado a tiros dentro do consultório onde trabalhava no município de Barra, no oeste da Bahia. O crime, que chocou a cidade, aconteceu na manhã desta quinta-feira (23), por volta das 8h30, na Rua Cardeal da Silva, bairro Rosário.

De acordo com a investigação policial, Júlio César de Queiroz Teixeira, de 44 anos, trabalhava em uma clínica particular da cidade. Logo após um paciente deixar seu consultório, um outro homem invadiu o local e atirou várias vezes contra o médico, que era pediatra e também prestava serviços como ultrassonografista. Em seguida, o criminoso fugiu do local em uma moto.

Júlio César foi socorrido às pressas por outros funcionários da clínica e levado para o Hospital de Irecê. Como um dos tiros atingiu sua cabeça, o médico não resistiu.

Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi até o local para fazer a perícia. A Polícia Civil investigará o caso, mas ainda não tem informações sobre autoria e motivação do crime.

Continuar Lendo

BRASIL

Procurador-geral recomenda ‘uso da força’ da própria PM contra PMs no 7 de setembro

Procurador-geral recomenda que policiais militares reprimam os próprios PMs que estiverem no protesto golpista e bolsonarista de 7 de setembro. A reportagem é de Beatriz Drague Ramos no site Ponte Jornalism

Publicado

em

Em texto enviado à Secretaria de Segurança Pública de SP, Mario Sarrubbo orienta a instauração de procedimentos administrativos contra policiais militares em atividade que estejam nas manifestações.

Em recomendação enviada ao Secretário de Estado de Segurança Pública de São Paulo General João Camilo Pires de Campos, o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, solicitou que seja determinado aos comandantes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Estado de São Paulo que adotem todas as medidas possíveis dentro da legislação para “prevenir, buscar, e se for o caso, fazer cessar, inclusive por meio da força, qualquer forma de atos/manifestações promovidas e/ou integradas por policiais militares estaduais em atividade, de serviço ou não”.

O documento foi encaminhado neste sábado (4/9) e também orienta que todos os meios “dispostos pelo estado de São Paulo para a consecução do serviço ostensivo” sejam usados no contexto de atos alusivos a manifestações político-partidárias de qualquer natureza.

Sarrubbo ainda recomenda a instauração de procedimentos administrativos quando os “envolvidos” sejam identificados nos atos. E ainda que os comandantes da PM e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de São Paulo prestem informações de providências a serem adotadas pelo Ministério Público de São Paulo, no prazo de sete dias do recebimento da informação.

A recomendação do MPSP ocorre há apenas três dias das manifestações marcadas para a próxima terça-feira (7/9). Serão dois atos, de um lado o Grito dos Excluídos com o tema “Fora Bolsonaro” e, de outro, contra o STF e a favor do Bolsonaro, no mesmo horário, em locais diferentes, mas não tão distantes: o ato na Avenida Paulista será das 11h às 18h, enquanto no Anhangabaú às 14 horas ocorre o 5° ato Fora Bolsonaro.

Cogita-se a possibilidade de que militares participem da manifestação com pautas antidemocráticas no dia da independência do Brasil. Os atos que devem ocorrer em outras cidades do país defendem a adoção do voto impresso, o impeachment de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e uma ruptura institucional, além da defesa da ditadura militar. Por outro lado, integrantes do movimento “policiais antifascismo” já informaram que devem participar dos atos puxados por movimentos sociais progressistas.

 procurador-geral de Justiça de São Paulo considerou que se tem notícias que em SP e em outras unidades da Federação, “oficiais com função de comando dentro das forças de segurança tem publicamente convocado manifestações que atentam contra o Estado Democrático de Direito, incentivando ideias de ruptura destes grupos de militares com a hierarquia, disciplina e defesa dos Poderes constituídos”.

O procurador também ressaltou ser comum, mesmo nas instituições militares, “a disseminação de mensagens, pelas redes sociais e outros meios de comunicação digital, incitando ao ódio entre facções políticas, elogiando regimes ditatoriais, difamando o regime democrático e suas instituições, inclusive a própria credibilidade do sistema eleitoral”.

O representante do MPSP ainda repudiou a ação de grupos armados, civis ou militares, que “se reúnam com o objetivo de promover a ruptura da ordem constitucional vigente e do Estado Democrático, concebendo tais práticas como crimes inafiançáveis e imprescritíveis”.

Dessa forma, Sarrubbo assinalou que compete ao MP “a defesa do regime democrático e dos interesses difusos, coletivos, sociais e individuais indisponíveis, bem como é sua função institucional de zelar pelo efetivo respeito dos Poderes Públicos e dos serviços de relevância pública, promovendo as medidas que forem necessárias para garantir a constante e adequada execução das funções essenciais”.

Os parágrafos 3º e 4º do artigo 8º do Regulamento Disciplinar da PM de SP versam sobre o direito a manifestação de policiais respectivamente: “Aos militares do Estado da ativa são proibidas manifestações coletivas sobre atos de superiores, de caráter reivindicatório e de cunho político-partidário, sujeitando-se as manifestações de caráter individual aos preceitos deste Regulamento”, diz o terceiro paragrafo.

No quarto é “assegurado ao militar do Estado inativo o direito de opinar sobre assunto político e externar pensamento e conceito ideológico, filosófico ou relativo a matéria pertinente ao interesse público, devendo observar os preceitos da ética policial-militar e preservar os valores policiais-militares em suas manifestações essenciais”.

Continuar Lendo

Polícia

Polícia prende duas pessoas durante “Operação Corações de Ferro”

Publicado

em

DRACO

Duas pessoas foram presas durante a “Operação Corações de Ferro”, deflagrada na manhã desta terça-feira, 31, pela Polícia Civil. A ação tem como foco coibir crimes de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro por um grupo empresarial que atua no setor de comércio atacadista de materiais de construção.

Os suspeitos, que não tiveram a identidade revelada, foram presos em flagrante, separadamente, nas cidades de Salvador e Ilhéus, no sul da Bahia. De acordo com a polícia, com eles foram encontradas armas e drogas.

Segundo informações da Força Tarefa de Combate à Sonegação Fiscal, estima-se que o grupo tenha sonegado cerca de R$ 11 milhões em impostos. A operação cumpre dezoito mandados de busca e apreensão, sendo onze em Ilhéus e sete em Salvador.

De acordo com dados da investigação, a sonegação ocorreu por meio de operações fraudulentas de aquisição de ferro como se fosse o consumidor final, quando, na verdade, o material era destinado à revenda. O objetivo seria sonegar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) devido e promover a blindagem patrimonial dos verdadeiros gestores do grupo.

Segundo as informações do Ministério Público, as empresas envolvidas eram erroneamente enquadradas no regime do Simples Nacional. A investigação aponta que os delitos se davam também com a inclusão de pessoas sem capacidade econômico-financeira no quadro societário das diversas empresas criadas, na condição de “laranjas” ou “testas de ferro”, ou ainda mediante o uso de nomes e Cadastros de Pessoas Físicas (CPFs) falsos.

A Justiça determinou o bloqueio dos bens do grupo envolvido e de seus sócios, ocultos e ostensivos, para garantir a recuperação dos valores sonegados.

Continuar Lendo

Polícia

Alexandre de Moraes manda Polícia Federal prender o “valentão” Roberto Jefferson

Operação está sendo executada nesta manhã pela PF e o motivo são os ataques à democracia feitos pelo ex-deputado

Publicado

em

alexandre de moraes manda prender o valentão

“A Polícia Federal foi às ruas na manhã desta sexta-feira (13) para prender o ex-deputado Roberto Jefferson. A ordem de prisão partiu do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF)”, informa o portal G1.

“A ordem ocorre dentro do chamado inquérito da milícia digital. Jefferson postou numa rede social que a PF chegou a fazer buscas na casa de parentes pela manhã. O inquérito que investiga a organização e o funcionamento de uma milícia digital voltada a ataques à democracia foi aberto em julho, por decisão de Moraes”, prossegue o G1.

Continuar Lendo

Polícia

Mãe é presa após autorizar estupro da filha

Publicado

em

Uma mulher foi presa, nesta quinta-feira (29), acusada de ter autorizado o estupro da filha pelo padrasto, em 2013, na cidade de Ribeira do Pombal.

Segundo o coordenador da 25ª Coorpin, delegado Paulo Jason Mello, a menina engravidou aos 12 anos e atualmente está sob custódia de familiares junto com o filho. A mãe passou por exames de lesões no Departamento de Polícia Técnica, em seguindo foi levada para o sistema prisional. O homem acusado da violência continua foragido.

“Nossos investigadores estão realizando diligências para localizar o acusado, que está com prisão preventiva decretada pela Justiça”, disse o delegado.

Com informações do Política ao vivo.

Continuar Lendo

Polícia

Polícia prende suspeito de ser o mandante do assassinato de Marielle Franco

Publicado

em

Polícia prende na Paraíba miliciano suspeito de ser o mandante do assassinato de Marielle Franco

A Polícia Civil da Paraíba prendeu nesta quarta-feira (28) um chefe de milícia acusado de mandar matar a vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL), assassinada em março de 2018.

Apesar do nome do miliciano não ter sido revelado pelas autoridades, o Congresso em Foco afirma se tratar de Almir Rogério Gomes da Silva, chefe da milícia da Gardênia Azul e do Morro do Tirol.

A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), no município de Queimadas, a cerca de 140 km de João Pessoa, capital paraibana. A operação foi um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), responsável por investigar a morte de Marielle.

Almir Rogério Gomes da Silva estaria na companhia de outro homem, que também foi preso. A operação atendeu a um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que investiga o caso.

A polícia teria chegado ao nome de Almir por meio de delação de Julia Lotufo, viúva de Adriano da Nóbrega, morto pela polícia no interior da Bahia no início de 2020.

Segundo o delegado Diego Beltrão, Almir é “um criminoso muito perigoso, com indícios fortes de que estava traficando drogas e planejando ataques a instituições financeiras no nosso estado”.

Do Brasil 247

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA