Conecte conosco

ECONOMIA

Atividade econômica cai 0,13% no segundo trimestre do ano

O resultado representa a segunda retração consecutiva do IBC-Br

Publicado

em

Metro1 – Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado apresentou queda de 0,13% no segundo trimestre, se comparado aos três primeiros meses do ano. As informações foram divulgadas hoje (12).

Comparado ao período de outubro a dezembro de 2018, entre janeiro e março deste ano também houve retração no resultado do IBC-Br, porém consideravelmente maior, de 0,52%. 

Se a comparação for entre semestres, no entanto, entre janeiro e junho deste ano houve incremento de 0,62%, quando em analogia ao mesmo período do ano passado.

As contas para o índice são feitas por meio da contabilização do volume de impostos e do nível de atividade nos três setores da economia: indústria, comércio e serviços, além de agropecuária.

ECONOMIA

Vendas no mês do Natal devem crescer 3,6% na Bahia, estima Fecomércio

Projeção da entidade é que o Natal de 2019 seja o melhor para o varejo desde 2015

Publicado

em

Metro1 – O comércio varejista do estado da Bahia deve faturar R$ 7,3 bilhões em dezembro, mês do Natal, o que representa um crescimento de 3,6% em relação ao mesmo período de 2018, segundo estimativa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA). A projeção é que o Natal de 2019 seja o melhor para o segmento desde 2015.

Historicamente, o setor que os consumidores mais buscam para presentear neste final de ano é o de roupas, calçados e acessórios, os chamados bens não duráveis. “A expectativa é que haja forte crescimento nas vendas de dezembro, de 7% acima do visto no ano passado e com um faturamento na ordem de R$ 1,1 bilhão. O benefício do setor é que são produtos com preços mais acessíveis, sem depender de crédito, e que a sua compra não traz problemas ao orçamento das famílias”, declara o consultor econômico da Fecomércio-BA, Guilherme Dietze.

A segunda atividade mais procurada é a de cosméticos e perfumes, que no mês do Natal deve mostrar elevação nas vendas de 1,4%. Foi um dos setores que mais resistiram à crise econômica, junto ao segmento dos supermercados, que deve apresentar uma variação similar, de 1,2%.

Ainda segundo a Fecomércio-BA, as compras de eletrodomésticos e eletrônicos devem subir 3,6% e o faturamento atingir, no mês, R$ 1,28 bilhão. Diferentemente das outras atividades citadas anteriormente, este segmento é mais sensível a disponibilidade de crédito. Neste final de ano, a seletividade dos bancos vem diminuindo, o que favorecerá o desempenho do mês.

Continuar Lendo

ECONOMIA

Petrobras inicia processo para arrendar terminal de regaseificação

Terminal na Bahia tem vazão 20 milhões de metros cúbicos por dia

Publicado

em

Bahia.ba – A Petrobras começou nesta segunda-feira (9), o processo de arrendamento do terminal de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) da Bahia. O GNL é um gás natural transformado em líquido para ser transportado em um navio e que precisa ser gaseificado novamente para ser utilizado pelo consumidor.

O arrendamento do terminal, em Salvador, e de seu gasoduto, faz parte de um termo de compromisso celebrado junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em julho deste ano, e de uma estratégia da estatal petrolífera de melhorar sua alocação de capital e construir um ambiente favorável à entrada de novos investidores no setor de gás natural.

A primeira fase é a pré-qualificação das empresas interessadas em participar da licitação. O Terminal de Regaseificação de GNL da Bahia consiste em um píer tipo ilha para atracação de um navio transportador de gás liquefeito. A vazão máxima de regaseificação do terminal é de 20 milhões de metros cúbicos por dia.

O gasoduto integrante do terminal tem 45 quilômetros (km) de extensão e 28 polegadas de diâmetro, interligando dois pontos de entrega, a Estação Redutora de Pressão de São Francisco do Conde e a Estação de Controle de Vazão de São Sebastião do Passé.

Continuar Lendo

ECONOMIA

Presidente do Banco do Brasil debate privatização da empresa na Câmara

Debate está marcado para a próxima terça-feira (10), às 14h

Publicado

em

Metro1 – O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, deve comparecer à Câmara, na próxima terça-feira (10), às 14h, para esclarecer uma possível privatização da empresa. Deputados da oposição pediram a presença de Novaes no debate para que ele explique por que defende a privatização das principais estatais país, como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e a Petrobras.

A defesa mais explícita do presidente do BB em privatizar a instituição foi feita em uma palestra na Associação Comercial do Rio, em outubro deste ano. “Em algum momento, a privatização do Banco do Brasil será inevitável. Com as amarras que uma empresa pública tem, vai ser muito difícil o ajustamento, no horizonte de dois, três, quatro anos, a esse novo mundo de open banking e das fintechs”, afirmou. 

No pedido para realização da discussão, deputados oposicionistas alegaram ainda a importância do banco “para execução de políticas fundamentais para o desenvolvimento nacional e o seu caráter público”. 

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA