Conecte conosco

ECONOMIA

Ações de varejistas caem após lançamento da Amazon Prime no Brasil

Ativos da Magazine Luiza, B2W e Via Varejo caíram cerca de 5% pelo segundo dia consecutivo

Publicado

em

Metro1 – Alguns concorrentes reagiram mal ao anúncio do lançamento da Amazon Prime no Brasil, feito na manhã de hoje (10). As ações das empresas Magazine Luiza, B2W e Via Varejo caíram cerca de 5% pelo segundo dia consecutivo na bolsa de valores de São Paulo.

A má resposta do mercado foi à chegada do novo serviço da Amazon no Brasil oferecido por R$ 9,90 mensais, com frete grátis em até 48 horas para mais de 90 municípios brasileiros. 

Nos Estados Unidos, o valor da mesma assinatura custa U$ 12,99, o equivalente a quase R$ 52. Segundo o site Reuters, a empresa americana tem sofrido com a concorrência no Brasil e pretende, com a nova medida, fidelizar novos clientes.

ECONOMIA

Confiança da indústria recua 0,2 ponto na prévia de setembro

Queda foi provocada pela piora da avaliação do empresariado sobre o futuro

Publicado

em

Bahia.ba – A confiança dos empresários da indústria recuou 0,2 ponto na prévia de setembro deste ano em relação ao resultado consolidado de agosto e chegou 95,4 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. O dado foi divulgado nesta sexta-feira (20) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

A queda foi provocada pela piora da avaliação do empresariado sobre o futuro, já que o Índice de Expectativas caiu 0,7 ponto e passou para 95 pontos. Por outro lado, a confiança no momento presente subiu 0,2 ponto e atingiu 95,8 pontos.

O resultado preliminar de setembro sinaliza queda de 0,2 ponto percentual do Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (Nuci), para 75,6%.

Continuar Lendo

ECONOMIA

Investidores internacionais querem evitar dupla tributação com Brasil

Pesquisa CNI-Amcham consultou empresas dos EUA, Alemanha e Reino Unido

Publicado

em

Bahia.ba – Multinacionais dos Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido querem acordo para evitar dupla tributação (ADT) com o Brasil, com o objetivo de ampliar comércio e investimentos no país.

É o que mostra um levantamento inédito feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Câmara Americana de Comércio (Amcham) com as 55 maiores multinacionais americanas, britânicas e alemãs que têm investimentos produtivos no Brasil.

Segundo a Agência Brasil, o Brasil tem atualmente uma rede de acordos para evitar dupla tributação com 33 países e mais quatro em processo de ratificação. No entanto, nenhum desses acordos inclui Alemanha, EUA e Reino Unido, que são importantes destinos ou origem de investimentos envolvendo o Brasil.

Juntas, as três economias têm mais de US$ 250 bilhões em estoques de investimentos no Brasil. Segundo a CNI, os ADTs diminuem custos para os investimentos estrangeiros no país ao reduzir o Imposto de Renda para rendimentos importantes como envio de dividendos, comércio de serviços, financiamento e royalties.

Segundo a consulta da CNI-Amcham, 86% dos investidores avaliam que poderiam aumentar comércio de serviços com o Brasil. A resposta das multinacionais estrangeiras demonstrou ainda que, para 63% delas, um ADT contribuiria para aumentar os investimentos dessas empresas no país. Além disso, 54% afirmaram que a existência de um acordo contra bitributação com esses três países aumentaria a aquisição de tecnologia pelo Brasil.

“O resultado do levantamento é bem claro. As empresas afirmam que a celebração desse acordo aumentaria seus investimentos no Brasil. Assinar ADTs com EUA, Alemanha e Reino Unido seria uma grande contribuição para melhorar o ambiente de negócios no país e atrair mais investimentos num momento em que o Brasil mais necessita”, disse o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi.

Continuar Lendo

ECONOMIA

Novos bilionários brasileiros: veja lista dos 20 mais ricos

Dono das lojas Havan entra para lista dos bilionários da Forbes

Publicado

em

Bahia.ba – A Forbes publicou a lista dos 16 novos bilionários brasileiros. Segundo o ranking anual da revista, o Brasil tem 58 bilionários, cuja fortuna soma 179,7 bilhões de dólares. Em 2018, eram 42 pessoas com mais de 1 bilhão de dólares no bolso. De acordo com a publicação, a atualização da lista pode estar correlacionado a melhora na economia do país, e também pela abertura de capital de algumas companhias. Com informações da Revista EXAME.

Entre os novos bilionários está o Luciano Hang, empresário da loja Havan e com fortuna declarada em de 2,2 bilhões de dólares.

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, também entraram para a lista da Forbes neste ano. Cada um possui 1,3 bilhão de dólares. As ações da fabricante de alimentos se valorizaram quase 40% no ano passado, por conta do aumento da demanda por carne bovina na China e nos Estados Unidos.

Também entrou na lista, Luiza Helena Trajano, acionista majoritária da varejista Magazine Luiza. A empresa investe em inovação, aposta no comércio eletrônico e quer criar um superaplicativo aos moldes da chinesa WeChat.

Samuel Barata também chegou esse ano ao ranking. Com 1,2 bilhão de dólares, é acionista majoritário da Drogarias DPSP, segunda maior rede de farmácias do Brasil. O segmento de farmácias é um dos poucos que continuou a crescer durante a recessão econômica.

Diante dos novos bilionários, a colocação de maior bilionário do país também mudou. Ocupada desde 2013 por Jorge Paulo Lemann, com uma fortuna de 22,4 bilhões de dólares, a posição de liderança passou para Joseph Safra, maior banqueiro do mundo e proprietário do banco que leva seu nome, com uma fortuna de 25,2 bilhões de dólares.

Ao todo, a pesquisa da Forbes mapeou 2.153 bilionários, 55 menos do que a lista anterior. Deles, 994 (46%) têm menos dinheiro do que o registrado no ano de 2018, um recorde.

Juntos, eles têm um patrimônio de 8,7 trilhões de dólares. Jeff Bezos, CEO da Amazon, lidera novamente a lista dos mais ricos da Forbes.

Veja lista dos 20 maiores bilionários brasileiros

1 – Joseph Safra (Banco Safra)

2 – Jorge Paulo Lemann  (3G Capital)

3 – Marcel Herrmann Telles (3G Capital)

4 – Eduardo Saverin (Facebook)

5 – Carlos Alberto Sicupira e família(3G Capital)

6 – José João Abdalla Filho (Investimentos diversos)

7 – Abílio dos Santos Diniz (Comércio)

8 – Fernando Roberto Moreira Salles (Banco Unibanco e mineração)

9 – João Moreira Salles (Banco Unibanco e mineração)

10 – Pedro Moreira Salles (Banco Unibanco e mineração)

11 – Walther Moreira Salles Júnior (Banco Unibanco e mineração)

12 – André Esteves (Banco BTG Pactual)

13 – Alfredo Egydio Arruda Villela Filho (Banco Itaú)

14 – Jayme Garfinkel (Porto Seguro)

15 – João Roberto Marinho (Grupo Globo)

16 – José Roberto Marinho (Grupo Globo)

17 – Roberto Irineu Marinho (Grupo Globo)

18 – Ana Lucia de Mattos Barretto Villela (Banco Itaú)

19 – Walter Faria (Grupo Petrópolis)

20 – Cândido Pinheiro Koren de Lima (Grupo Hapvida)

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA