Conecte conosco

BAHIA

VICE-PREFEITO SID SERRA SERÁ O CANDIDATO DO GRUPO DINHA A DEPUTADO ESTADUAL

Publicado

em

Eleições em Simões Filho são sempre movimentadas, e essa movimentação começa a acontecer muitos meses antes do período da próxima campanha.

A gestão do prefeito Dinha mal havia começado em 2017 e a população já comentava sobre quem seria o candidato a deputado estadual, representando o grupo que acabara de assumir o comando do executivo municipal.

Na câmara de vereadores, muitos discursos foram feitos pelos edis, na tribuna, abordando a necessidade do município ter um representante ocupando uma das cadeiras da Assembleia Legislativa do Estado.

Durante todo o ano de 2017, os discursos continuaram contundentes. Enquanto isso, vários vereadores se colocavam à disposição do prefeito, para que pudessem ser o grande representante do grupo em 2018.

Até aqui, as apostam estavam divididas, principalmente, entre os vereadores Orlando de Amadeu e a vereadora Kátia Cerqueira, esposa do prefeito e Primeira Dama do município, outros, corriam por fora.

No início de 2018, enquanto alguns nomes deixavam lentamente o seleto grupo de possibilidades, outros que não eram citados, adotaram posturas kamikazes para chamar a atenção do prefeito e, quem sabe, fazê-lo mudar de ideia, quanto à escolha.

Mesmo com essa movimentação, as apostas de que o nome a ser escolhido, será naturalmente, o da vereadora Katia Cerqueira, ainda são altas.

Nada está oficialmente confirmado.

No entanto, informações obtidas com exclusividade pelo site Tudo é Política, apontam que o prefeito está muito satisfeito com o desempenho do seu vice, na condução da secretaria de cultura, o que fez com que as analises do alcaide, convergissem, todas, em direção a anunciar o nome do Sid Serra como o candidato oficial do Grupo DINHA a deputado estadual.

O anúncio oficial poderá agradar a muitos e desagradar a outros tantos, exatamente como aconteceu na eleição de 2016, quando Sid Serra foi o escolhido para caminhar lado a lado, na vencedora campanha para prefeito, desbancando nomes fortes como por exemplo, o do empresário Nilton Novaes.

Na época, o site Página Simões Filho publicou matéria, no dia 3 de agosto de 2016, menos de 24 horas antes da escolha do nome para compor a chapa majoritária do Grupo Dinha, onde apontava Sid Serra como a saída para a intensa disputa que se dava nos bastidores. Sid foi apelidado pelo site como  O APAZIGUADOR.  Leia matéria completa clicando aqui.

Naquele momento, houve quem apostasse que a decisão levaria o grupo a uma derrota, mas o resultado final foi outro, hoje, Sid Serra já é visto como grata surpresa pela grande maioria do Grupo DINHA.

Aguardando o anúncio oficial, Sid Serra sabe que irá para uma disputa difícil. Disputar a preferência da maioria da população diante de, talvez, centenas de nomes que irão invadir a cidade de Simões Filho. O principal deles será o ex-prefeito Eduardo Alencar, que deverá estar livre para disputar uma das cadeiras da Assembleia Legislativa e, sem dúvidas, como representante da cidade e com grandes chances de vitória.

Há quem conteste a legitimidade do ex-prefeito Eduardo Alencar para ser o deputado estadual representante de Simões Filho, mas tendo o ex-prefeito, no seu currículo, quatro mandatos à frente da prefeitura municipal e um grande grupo de fiéis seguidores, esta não será a melhor retórica para tentar derrota-lo.

Com um cenário extremamente competitivo pela frente, a liderança do prefeito Diógenes Tolentino – DINHA, será determinante.

Ainda existe a possibilidade de mudanças na escolha, tudo deverá ser decidido com base no nível de resistência dos principais integrantes do grupo.

Manter o grupo unido e focado na eleição do seu vice – SID, será o grande desafio  do atual prefeito desde a vitória de 2016, depois de convencer que Sid Serra é a melhor escolha para 2018.

Em tempo;

É necessário deixar claro que a constatação de que SID Serra será o candidato a deputado estadual pelo Grupo DINHA está baseada em valiosas informações de bastidores e avaliação da movimentação de diversos personagens do cenário político local, principalmente, os citados na matéria.

Deixe abaixo, seu comentário!

Responda as perguntas: O que você acha disso?

Sid Serra é o melhor nome do Grupo DINHA para disputar as eleições em 2018?

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

ORLANDO DE AMADEU CHAMA EX-PREFEITOS EDSON E EDUARDO DE TICO E TECO

Publicado

em

Ao falar da vitória da deputada eleita Kátia Oliveira, o vereador e próximo presidente da casa legislativa do município – Orlando de Amadeu, chamou de “tico e teco” os ex-prefeitos Edson Almeida e Eduardo Alencar, eleito deputado estadual nas eleições de 2018.

Orlando de Amadeu disse falou que Kátia Oliveira derrotou os dois nas eleições deste ano.

Vereador Orlando de Amadeu também desafiou que seus colegas vereadores, que apoiaram o deputado eleito Eduardo Alencar fossem à tribuna para informar o endereço residencial do deputado eleito.

 

Continuar Lendo

Cidades

ASSASSINATO E TENTATIVA DE LINCHAMENTO MARCAM MANHÃ DESTA TERÇA-FEIRA EM EUCLIDES DA CUNHA

Publicado

em

Conhecido com Dilson, morador da localidade do Curral Falso, em Monte Santo, assassinou com múltiplas facadas no pescoço, Salviano, também morador da mesma localidade.

O motivo do crime ainda não foi desvendado pela polícia.

O que chamou a atenção foi a frieza do assassino que, após a barbárie, sentou em um banco próximo ao corpo, quando, por muito pouco, escapou de um linchamento por parte da população que assistiu ao crime praticado em plena luz do dia e aos pés da estátua daquele que empresta seu nome para a cidade – Euclides da Cunha – na Av Rui Barbosa, no centro da cidade.

A única informação até o momento, é que o assassino sofre de depressão.

Continuar Lendo

BAHIA

APOIO DE ACM NETO A BOLSONARO É INSULTO AOS MOVIMENTOS NEGROS  

Publicado

em

ACM Neto Apoia Bolsonaro

O assassinato de Moa do Katendê por um seguidor de Bolsonaro, revelou o avanço do fascismo no Brasil nos últimos quatro anos que se iniciou com a perseguição à única mulher eleita presidente do pais e que foi tirada do cargo por meio de um golpe parlamentar.

A escalada fascista continuou com a perseguição jurídica e midiática ao maior líder popular que o Brasil já teve, conduzida por juízes procuradores, promotores e gigantes da comunicação como a Globo, a Band RECORD e outros.

Uma vez no poder, os golpistas deram início a uma série de redução de direitos aos trabalhadores, redução de programas sociais, redução de investimentos em áreas prioritárias como saúde e educação.

O ódio às minorias, aos mais pobres, aos negros, aos índios, às mulheres, aos LGBTS+ e ao povo nordestino, avançou com as declarações do candidato Jair Bolsonaro, que agora é apoiado por ACM NETO.

Sendo a Bahia a maior comunidade negra fora da África, palco de grandes manifestações históricas da luta do povo negro por igualdade de direitos e respeito aos seus costumes, religião e cultura, o emblemático assassinato de Moa do Katendê, um negro que fez história com sua luta pela difusão e preservação da cultura negra no mundo, deve ser lembrado como mais um episódio de luta. Luta pela liberdade, pelo direito de escolha.

O prefeito ACM Neto, ao declarar apoio ao candidato Jair Bolsonaro, praticamente ratifica, mesmo dizendo que não, todo e qualquer declaração preconceituosa de Bolsonaro ao povo nordestino e às minorias.

ACM Neto deveria ser o primeiro a se posicionar contra, quando o seu, agora candidato a presidente, ofereceu capim aos nordestinos.

Quando o mesmo disse que pobre só serve para votar.

Quando ofendeu povos quilombolas ao se referir aos mesmo como se estivesse falando de animais.

ACM Neto deveria ser o primeiro a defender a comunidade LGBT+ que tantos votos lhe deu nas suas buscas por cargos eletivos.

ACM Neto, deveria lembrar que em época de eleição, é nos morros de Salvador que ele vai.

Vai nas favelas, vai nas sedes de blocos afros, bater tambor para ficar bem nas fotos para suas redes sociais.

ACM Neto deveria lembrar que aqui na Bahia existem os Filhos de Gandhy, o Olodum, O Ilê, o Vovô, o Pelô.

ACM Neto Deveria lembrar que aqui na Bahia, há comunidades indígenas que lutam a anos pela posse de suas terras, invadidas por milionários, amiguinhos do poder.

ACM Neto deveria lembrar do Quilombo Rio dos Macacos, comunidade tão humilhada por forças militares que na primeira oportunidade que tiverem, não exitaram em expulsar de suas precárias casas aquela comunidade que tanto clama pro ajuda.

É triste constatar que ACM Neto é tão pequeno em sua grandeza política.

É triste saber que para ACM Neto o povo baiano é meramente um obstáculo na busca pelo poder através do voto.

ACM Neto deve se lembrar, se é que um dia soube, que o fascismo não tolera oposição.

Não adiantará novamente, tentar aglutinar mais um grupo golpista para derrubar seu fascista de ocasião, pois caso o mesmo assuma o poder, estará ladeado por militares que não tolerarão gritos de meninos chorões e estarão prontos para dar o velho “passa-moleque” naqueles que se posicionarem contra qualquer medida imposta ao povo ou em defesa de qualquer minoria.

Com que cara ACM Neto irá à próxima Lavagem do Bonfim?

Por fim, só seria necessário dizer que o apoio de ACM Neto a Bolsonaro é uma ofensa à história do povo negro, na Bahia e no Brasil.

Se apoias um fascista, fascistas és.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Tudo é Política