Conecte conosco

MUNDO

Universidade de New York oferece bolsas de R$15 mil para brasileiros

Os cursos são ministrados em Albany ou New Paltz e abordam a área de administração

Publicado

em

Bahia.ba – New York é um dos maiores destinos turísticos do mundo, tanto para lazer quanto para negócios. Para muitos estudantes e profissionais de diferentes áreas, ter contato com o mundo de negócios de Manhattan pode abrir muitas portas.

Uma oportunidade para este público é o processo seletivo aberto pela State University of New York, que oferece bolsas de estudo parciais para brasileiros em seus cursos de curta duração (três semanas).

O benefício é de 50% para os quatro programas disponíveis na universidade – Marketing & Value Management, Competitive Project Management, Corporate Financial Management e Strategic Thinking. Com a bolsa, o investimento no programa é de USD 4.039 + USD 90 da taxa de matrícula.

Todos os programas oferecem um módulo adicional de Business English, onde a língua inglesa é ensinada no contexto empresarial. A iniciativa é feita em parceria com a escola de negócios IBS Americas.

Para se inscrever no processo seletivo, o candidato deve ter mais de 18 anos, nível de inglês intermediário e estar cursando ou ter diploma de ensino superior. Os cursos são ministrados no campus de Albany (janeiro) e New Paltz (julho), e todos os programas incluem visitas a empresas e conversas com executivos locais.

Além disso, os alunos terão as sextas-feiras e os finais de semana livres para turismo, lazer ou visitas opcionais, como à sede da ONU, em New York City.

Como participar do processo – Para realizar sua inscrição, o candidato deve entrar na página da universidade (clique aqui), escolher o curso desejado, preencher o Application Form com seus dados pessoais e acadêmicos, além de anexar o comprovante de matrícula ou diploma da sua universidade.

A partir do formulário enviado, a equipe da IBS Americas retornará com o resultado da candidatura, por e-mail ou telefone, em até duas semanas. Em caso de dúvidas, é possível contatar a equipe pelo e-mail info@ibs-americas.com.

MUNDO

Venezuela: Ministro da Defesa nega possível golpe de Estado

Ministro destacou que militares irão defender Nicolás Maduro

Publicado

em

Metro1 – O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, negou que possa ocorrer um golpe de Estado no país, e destacou que os militares ficarão do lado do presidente Nicolás Maduro.

“Não vai haver nem golpe de Estado, nem governo de fato, nem transição alguma. Aqui não vai se instalar qualquer governo porque as Forças Armadas estão consciente das suas obrigações morais e constitucionais”, declarou López. Ele acrescentou que os militares vão “defender a democracia” e o “presidente Nicolás Maduro, eleito pelo povo”.

Continuar Lendo

MUNDO

Macri anuncia medidas econômicas após derrota em prévias eleitorais

Empregados públicos e das forças armadas receberão um abono de 5 mil pesos no final do mês

Publicado

em

Metro1 – Após derrota sofrida nas prévias eleitorais de domingo (11) e com a desvalorização da moeda argentina, o presidente Mauricio Macri, anunciou hoje (14) um pacote de medidas econômicas destinadas aos trabalhadores e às pequenas e médias empresas.

De acordo com o G1, entre as ações anunciadas, estão bônus de até 2 mil pesos extras aos trabalhadores entre setembro e outubro.

Os desocupados e os trabalhadores informais receberão dois pagamentos extras do benefício que já recebem por seus filhos.

Já os empregados públicos e das forças armadas receberão um abono de 5 mil pesos no final do mês.

Macri ainda anunciou que o salário mínimo será elevado, no entanto, não antecipou o valor. Segundo ele, o conselho de salário será convocado hoje para decidir sobre o aumento.

As pequenas e médias empresas vão ser beneficiadas com um novo plano, para permitir o pagamento das obrigações tributárias em até dez anos.

Continuar Lendo

MUNDO

Alemanha julga ex-guarda nazista por mais de 5 mil mortes

Ex-membro da SS tem 92 anos e atuou em campo de concentração

Publicado

em

Metro1 – A Justiça marcou para outubro o que deve ser um dos últimos julgamentos de crimes nazistas, desta vez de um ex-membro da SS (organização paramilitar durante o regime nazista) de 92 anos por ser cúmplice na morte de 5.230 prisioneiros no campo de concentração de Stutthof, na Polônia.

Bruno D. atuava como guarda no campo, e é acusado de envolvimento em assassinatos cometidos entre agosto de 1944 e abril de 1945, quando trabalhou no local. Ele tinha entre 17 e 18 anos e integrou a máquina “de assassinatos em massa” no campo de concentração por ser guarda da SS, segundo a Promotoria. Devido à idade que Bruno tinha, o processo será analisado por um Tribunal Juvenil.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA