Conecte conosco

BRASIL

RUI ASSINA TERMO DE COMPROMISSO PARA COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÕES COM MUNICÍPIOS

Publicado

em

Do Urandi On Line – A sexta edição do Encontro de Prefeitos realizada pela União dos Municípios da Bahia (UPB), reuniu mais de 330 prefeitos de toda a Bahia no Senai-Cimatec, no bairro de Piatã, em Salvador, para debater assuntos relacionados à gestão pública municipal. O governador Rui Costa participou da solenidade de abertura das atividades, na manhã desta sexta-feira (16), e assinou um termo de compromisso com a UPB, que visa o compartilhamento, pelo Estado, das informações de tributos da competência dos municípios.

“Eu quero aproveitar o encontro para agradecer aos prefeitos pela parceria. O ato de governar um estado ganha mais força e mais capilaridade quando é feito em parceria. O municipalismo não é um discurso de retórica, é uma estratégia de governo. Por isso, a gente tem buscado governar próximo aos municípios”, declarou o governador, ao defender o fortalecimento da esfera municipal.

Rui Costa destacou o diálogo próximo e as parcerias que o Governo tem mantido com os municípios. “Estamos sempre firmando parcerias, uma delas, que figura como importante ferramenta para o desenvolvimento, são os consórcios. Já temos os de infraestrutura e os de saúde, e estamos em busca da formação de consórcios para os resíduos sólidos, para que a gente consiga acabar com os lixões nas cidade”, revelou.

O encontro

Este ano, o tema do encontro é “Municípios Inteligentes”, colocando a tecnologia como aliada da administração das cidades. “É um momento oportuno para os prefeitos se alinharem, discutirem grandes temas e também se projetarem para um momento muito difícil, que é um ano de crise. O Governo do Estado da Bahia tem sido muito parceiro dos municípios neste momento, foram muitos convênios assinados esse ano, principalmente com os pequenos municípios, que eu acho que é quem sofre mais com a crise política”, afirmou o presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro.

O evento segue até sábado (17), discutindo assuntos considerados fundamentais para a governança das cidades. Secretarias e órgãos estaduais marcam presença no encontro e oferecem orientações e suporte aos gestores municipais.

Repórter: Lina Magalí

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BRASIL

O QUE VAI ACONTECER? VAI DAR PT

Publicado

em

Vai dar PT

Pelo andar da carruagem…  Aprende ai a coreografia.

Continuar Lendo

BRASIL

O PATO PATETA; A MELHOR MANIFESTAÇÃO POLÍTICA QUE JÁ ASSISTI

Publicado

em

Em Goiás, crianças cantam ‘O pato pateta’ para Temer.

Continuar Lendo

BRASIL

Veja os candidatos a presidente definidos nas convenções partidárias

Publicado

em

Candidatos à Presidência da República definidos em convenção para as eleições de 2018 (Foto: Reprodução)

Palavra Digital – No primeiro fim de semana de convenções nacionais, os partidos políticos confirmaram cinco candidatos a presidente da República: Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Vera Lúcia (PSTU). As convenções têm de ser realizadas até 5 de agosto, e o prazo para pedir o registro das candidaturas na Justiça Eleitoral encerra-se em 15 de agosto.

A lei eleitoral permite, a partir da homologação das convenções, a formalização de contratos para instalação física e virtual dos comitês dos candidatos e dos partidos. O pagamento de despesas, porém, só pode ser feito após a obtenção do CNPJ do candidato e a abertura de conta bancária específica para movimentação financeira de campanha e emissão de recibos eleitorais.

Segundo o calendário das eleições de 2018, a partir de quarta-feira (25), a Justiça Eleitoral poderá encaminhar à Secretaria da Receita Federal os pedidos para inscrição de candidatos no CNPJ. A partir dessa data, os partidos políticos e os candidatos devem enviar à Justiça Eleitoral, para divulgação na internet, os dados de arrecadação para financiamento da campanha eleitoral, observado o prazo de 72 horas após o recebimento dos recursos.

Nas convenções nacionais, o PSL, o PDT e o PSC não escolheram os candidatos a vice. Caberá à direção nacional do PDT articular as alianças para o primeiro turno das eleições e o vice de Ciro Gomes. O PSC vai buscar um vice que agregue apoios, mas o candidato demonstrou disposição de ter uma mulher na sua chapa. No PSL, o nome forte para compor a chapa de Bolsonaro é o da advogada Janaina Paschoal, que participou da convenção ao lado do candidato a presidente.

O PSOL formou uma chapa puro sangue: Sônia Guajajara será a candidata a vice de Boulos. O partido, no entanto, disputará as eleições de outubro coligado com o PCB, que realizou convenção na última sexta-feira e aprovou a aliança. O PSTU optou por não fazer coligações. O vice de Vera Lúcia será Hertz Dias.

O PMN e o Avante realizaram ontem convenções nacionais e decidiram não lançar candidatos a Presidência da República. Na convenção, o Avante decidiu dar prioridade à eleição de deputados federais: terá uma chapa com cerca de 80 nomes e pretende eleger pelo menos cinco. O Avante não definiu se apoiará algum candidato a presidente no primeiro turno. O PMN decidiu dar apoio a nenhuma chapa nas eleições presidenciais.

No próximo sábado (28), devem reunir-se SD, PTB, PV, PSD e DC.(AGÊNCIA BRASIL)

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Tudo é Política