Conecte conosco

BRASIL

Polícia Civil de São Paulo impede assalto a casa no Morumbi e mata dez

Publicado

em

Depois de iniciar uma operação há sete meses para desvendar uma série de assaltos e roubos em residências de luxo, a polícia civil conseguiu, na noite de ontem (3), flagrar um bando de criminosos em assalto a residência, no Jardim Guedala, região do Morumbi, área nobre da zona sul da cidade de São Paulo, que resultou na morte de dez suspeitos.

Em nota divulgada no início da tarde de hoje (4), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que as mortes ocorreram porque os bandidos reagiram à intervenção policial trocando tiros com as equipes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra).

A secretaria não deu detalhes, mas informou que policiais do Deic investigavam os integrantes dessa quadrilha há sete meses. Eles foram acusados por mais de 20 furtos e roubos a residências luxuosas. Entre as vítimas preferidas pelos ladrões estavam os moradores de mansões do Morumbi, mas eles também agiam no Jardim Europa, bairro nobre dos Jardins e, ainda, em condomínios de luxo da Grande São Paulo, entre os quais os de Cotia, na zona sul, e Barueri, no lado oeste.

O caso foi registrado no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) como “roubo a residência, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa, resistência, apreensão de veículo, homicídio decorrente de oposição à intervenção policial e está sendo investigado pela 3ª Delegacia de Polícia de Repressão a Homicídios Múltiplos”.

Reação do governador

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, considerou que a Polícia Civil não teve outra alternativa a não ser atirar e matar os bandidos. Para ele, o trabalho de investigação tem que continuar para coibir a atuação de organizações criminosas.

Questionado se teria ocorrido alguma irregularidade na ação policial, Alckmin respondeu que “não há informações a esse respeito”, mas defendeu os agentes públicos ao afirmar que “quem está de fuzil não está querendo conversar”, referindo-se aos criminosos. Segundo o governador, os ladrões estavam fortemente armados,” com munição inclusive que nem pode ser utilizada, [incluindo] colete balístico”.

 

De acordo com o governador, a quadrilha estava agindo em vários pontos do estado – não só em residências, mas também em estabelecimentos bancários e explosões em caixas eletrônicos. Ele comemorou o fato de nenhum policial ou morador ter ficado ferido no confronto com o uso de armamento pesado.

“A polícia monitorou e fez a intervenção. Graças a Deus não tivemos vítima atingida e nem policiais. Este é o trabalho que tem que ser feito. Inteligência para tirar essas organizações criminosas e principalmente armadas com fuzil”.

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BRASIL

“Nordeste cancela Bolsonaro” no topo do Twitter

Publicado

em

Depois de visitar os Estados Unidos duas vezes, Bolsonaro agendou uma visita ao Nordeste do Brasil pela primeira vez desde que tomou posse na presidência. Ele vai a Pernambuco na sexta-feira com agenda em Petrolina e Recife. Mas o movimento #NordesteCancelaBolsonaro já está no topo do Twitter.

Segundo o Ibope, o Nordeste é a região em que o presidente tem a pior avaliação, com 40% de ruim ou péssimo. Também foi a região em que seu adversário no segundo turno em 2018, Fernando Haddad (PT), venceu em todos os estados.

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) comentou a ida do presidente ao Nordeste pelo Twitter:

Continuar Lendo

BRASIL

MICHELE BOLSONARO ENTRA NA MIRA DO MP

Publicado

em

MICHELE BOLSONARO ENTRA NA MIRA DO MP

247 – A versão de Jair Bolsonaro sobre os famosos cheques de Fabrício Queiroz depositados na conta da primeira-dama Michelle parece ser falsa,  suspeitam os promotores do Ministério Público Federal encarregados do caso do caixa do clã. Bolsonaro garante que os dez cheques que Fabrício Queiroz depositou na conta de Michelle seriam devolução de um suposto empréstimo de R$ 40 mil.

A informação sobre a suspeita do MP é do jornalista Guilherme Amado em sua coluna na Época. 

Segundo um investigador do caso, a quebra de sigilo bancário de Michelle não foi pedida pelo MP porque ampliaria demasiadamente o escopo dos alvos, composto de 95 pessoas.

“O foco neste momento é em três núcleos: o da loja de Flávio, o do gabinete e o familiar. Em um eventual desdobramento, a primeira-dama pode se tornar alvo”, explicou um investigador do caso.

Na avaliação dos investigadores, a quebra do sigilo de Flávio, de Queiroz e dos demais assessores e familiares irá esclarecer em definitivo se é falsa ou não a versão de Bolsonaro.

Continuar Lendo

BRASIL

Deputado bolsonarista paga jantar com dinheiro público em feriadão e ameaça jornalista; ouça

Publicado

em

O deputado federal Bibo Nunes, do Rio Grande do Sul, é do mesmo partido que o presidente Jair Bolsonaro, o PSL.

Há alguns dias ele discutiu e ameaçou, ao vivo, o radialista/jornalista  Elias Silveira, da Rádio Osório.

Motivo: questionou o  parlamentar ter pago com recursos públicos um jantar numa pizzaria de Xangri-lá, município no litoral Norte do RS, em pleno feriadão do Carnaval.

Ouça, acima, o áudio da Rádio Osório e diga quem tem razão: o jornalista/radialista Elias Silveira ou o deputado Bibo Nunes?

Arminha é pra isso também, deputado?

Revista Fórum

Continuar Lendo
BANNER

AS MAIS LIDAS DA SEMANA