Conecte conosco

BRASIL

O Dia Em Que o Morro Descer e Não For Carnaval

Publicado

em

Baterista de Chico Buarque desde 82, ele participou de cerca de 800 discos com grandes nomes da música, como Elza Soares, Roberto Carlos e Elis Regina. Ainda não há informações sobre o enterro.

http://g1.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/videos/v/morre-aos-81-anos-o-sambista-wilson-das-neves-no-rio-de-janeiro/6107221/

O Sambista Wilson das Neves morreu na noite deste sábado (26) no Rio de Janeiro. Ele lutava contra um câncer e estava internado em um hospital na Ilha do Governador. Conhecido e saudado no meio artístico pelo bordão “ô sorte”, Das Neves era baterista, instrumentista, compositor e cantor.

A informação foi confirmada pela página oficial do sambista no Facebook e no no Instagram.

“É com grande pesar que comunicamos a todos a partida do nosso grande mestre que foi tocar suas baquetas do outro lado. Ficaremos com as boas lembranças”, foi escrito em sua página no Facebook.

Diversos artistas prestaram homenagem a Wilson das Neves, como Chico Buarque, com quem ele tocava bateria desde 1982, e Zeca Pagodinho, que o chamou de “um dos mais importantes músicos brasileiros”. A escola de samba Império Serrano declarou luto oficial de três dias.

O velório de Wilson vai ser na quadra da escola de samba Império Serrano, a partir das 16h30 deste domingo. O sepultamento acontecerá no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, às 10h desta segunda-feira (28).

Mestre Wilson das Neves

Uma publicação compartilhada por Chico Buarque (@chicobuarque) em

Wilson das Neves nasceu no Rio de Janeiro, começou a carreira profissional aos 18 anos e participou de cerca de 800 discos com grandes nomes da música, como Elza Soares, Roberto Carlos e Elis Regina, de acordo com a GloboNews.

Segundo o colunista de música do G1 Mauro Ferreira, Das Neves era “querido em todo o meio musical”, “conhecido no universo da música brasileira como o excepcional baterista que tocava com ícones da MPB como Chico Buarque” e virou cantor aos 60 anos.

O sambista Wilson das Neves morreu aos 81 anos no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Facebook)

O sambista Wilson das Neves morreu aos 81 anos no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Facebook)

Em 1996, o artista se lançou como cantor com o aclamado álbum ‘O som sagrado de Wilson das Neves’. Neste disco, Das Neves apresentou ‘O samba é meu dom’ – parceria com Paulo César Pinheiro que se tornou um clássico com o passar dos anos – e gravou com Chico Buarque, parceiro e convidado da música ‘Grande hotel’.

De lá para cá, foram mais três álbuns – ‘Brasão de Orfeu’ (2004), ‘Pra gente fazer mais um samba’ (2010) e ‘Se me chamar, ô sorte’ (2013) – como cantor e compositor, parceiro de bambas como Nelson Sargento, Aldir Blanc, Chico Buarque e o recorrente Paulo César Pinheiro.

O assessor de Chico Buarque, Mario Canivello, lamenta a morte de Wilson das Neves, bateirista e parceiro do cantor (Foto: Reprodução/Instagram)

O assessor de Chico Buarque, Mario Canivello, lamenta a morte de Wilson das Neves, bateirista e parceiro do cantor (Foto: Reprodução/Instagram)

do G1

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BRASIL

O QUE VAI ACONTECER? VAI DAR PT

Publicado

em

Vai dar PT

Pelo andar da carruagem…  Aprende ai a coreografia.

Continuar Lendo

BRASIL

O PATO PATETA; A MELHOR MANIFESTAÇÃO POLÍTICA QUE JÁ ASSISTI

Publicado

em

Em Goiás, crianças cantam ‘O pato pateta’ para Temer.

Continuar Lendo

BRASIL

Veja os candidatos a presidente definidos nas convenções partidárias

Publicado

em

Candidatos à Presidência da República definidos em convenção para as eleições de 2018 (Foto: Reprodução)

Palavra Digital – No primeiro fim de semana de convenções nacionais, os partidos políticos confirmaram cinco candidatos a presidente da República: Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Vera Lúcia (PSTU). As convenções têm de ser realizadas até 5 de agosto, e o prazo para pedir o registro das candidaturas na Justiça Eleitoral encerra-se em 15 de agosto.

A lei eleitoral permite, a partir da homologação das convenções, a formalização de contratos para instalação física e virtual dos comitês dos candidatos e dos partidos. O pagamento de despesas, porém, só pode ser feito após a obtenção do CNPJ do candidato e a abertura de conta bancária específica para movimentação financeira de campanha e emissão de recibos eleitorais.

Segundo o calendário das eleições de 2018, a partir de quarta-feira (25), a Justiça Eleitoral poderá encaminhar à Secretaria da Receita Federal os pedidos para inscrição de candidatos no CNPJ. A partir dessa data, os partidos políticos e os candidatos devem enviar à Justiça Eleitoral, para divulgação na internet, os dados de arrecadação para financiamento da campanha eleitoral, observado o prazo de 72 horas após o recebimento dos recursos.

Nas convenções nacionais, o PSL, o PDT e o PSC não escolheram os candidatos a vice. Caberá à direção nacional do PDT articular as alianças para o primeiro turno das eleições e o vice de Ciro Gomes. O PSC vai buscar um vice que agregue apoios, mas o candidato demonstrou disposição de ter uma mulher na sua chapa. No PSL, o nome forte para compor a chapa de Bolsonaro é o da advogada Janaina Paschoal, que participou da convenção ao lado do candidato a presidente.

O PSOL formou uma chapa puro sangue: Sônia Guajajara será a candidata a vice de Boulos. O partido, no entanto, disputará as eleições de outubro coligado com o PCB, que realizou convenção na última sexta-feira e aprovou a aliança. O PSTU optou por não fazer coligações. O vice de Vera Lúcia será Hertz Dias.

O PMN e o Avante realizaram ontem convenções nacionais e decidiram não lançar candidatos a Presidência da República. Na convenção, o Avante decidiu dar prioridade à eleição de deputados federais: terá uma chapa com cerca de 80 nomes e pretende eleger pelo menos cinco. O Avante não definiu se apoiará algum candidato a presidente no primeiro turno. O PMN decidiu dar apoio a nenhuma chapa nas eleições presidenciais.

No próximo sábado (28), devem reunir-se SD, PTB, PV, PSD e DC.(AGÊNCIA BRASIL)

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Tudo é Política