Conecte conosco

Lavajato

MARCELO TEM CERTEZA QUE LULA SABIA: Porque falou com o pai, que falou ao Lula, que falou a Antonio Palocci, que falou com ele

Publicado

em

TIJOLAÇO – Só na mente obnubilada pelos “olhos brilhantes” da turma de Curitiba podem fazer sentido as acusações do delator Marcelo Odebrecht, ontem, a Sergio Moro sobre o terreno que “foi doado, mas não foi doado” ao Instituto Lula e o apartamento que “foi comprado, mas é alugado” ao lado daquele em que vive, há mais de 20 anos, o ex-presidente.

Marcelo diz, segundo ao UOL, que queria “fazer uma doação desse valor ao Instituto Lula, mas o ex-presidente seria contra isso. Com isso, segundo o empresário, houve pedidos que “tinham que ser feitos de modo não contabilizado”…

Repare: Lula não estava mais na Presidência, não havia impedimento legal para doação ao Instituto Lula, seja de que valor fosse, o dinheiro estaria limpo e legal para comprarem o que quisessem mas os “malvados” queriam mesmo é na base da corrupção…

Ah, mas eles queriam o terreno. Queriam? Se Marcelo, o acusador, diz que “Lula acabou aceitando” e que não sabe se ele “bateu o martelo”?

Como, se tudo o que foi dito que tinha de ser exatamente aquele o imóvel, mesmo com a recomendação contrária do avaliador (que também depôs 0ntem, quase tudo na base do “eu imagino”, “eu desconfio”, “eu não estava presente” e “soube pela denúncia” ) teriam insistido que fosse aquele?

Ah, e como Marcelo tem certeza que Lula estava a par de tudo? Porque  falou com o pai, que falou ao Lula, que falou a Antonio Palocci, que falou com ele.

Bom, o pai não falou isso, mas alguém acha que não falará, em troca do filho ser solto, em dezembro? E tudo o mais é “falou com ele, falou com aquele”.

Novamente, não há nenhum fato ou documento que sustente a acusação, senão que alguém, na Odebrecht ou fora dela, pensou em fazer um negócio envolvendo o terreno, mas não que Lula tivesse ciência ou participado disso. E é evidente que não houve este negócio. Muito menos há qualquer ligação com o caso Petrobras que justificasse o “caso” (se é que há um caso” estivesse com Sérgio Moro, como ressalta a nota da defesa de Lula, que reproduzo abaixo.

Sobressai do depoimento prestado hoje (04/08) por Marcelo Odebrecht que não há qualquer relação entre os temas discutidos na Ação Penal n. 50631301172016404-70000 e a Petrobras e, ainda, que o ex-executivo não

tratou de qualquer contrapartida com o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Marcelo, que é delator, negou peremptoriamente qualquer atuação em relação aos 8 contratos indicados na denúncia e ainda que tenha tratado de qualquer contrapartida em relação a esses contratos em favor de Lula.

Com esse depoimento Marcelo destrói a acusação apresentada pelo Ministério Público Federal. Lula foi acusado nesse processo porque segundo a versão do MPF ele teria recebido 2 imóveis em contrapartida por ter atendido a pedido de favorecimento de Marcelo Odebrecht em relação a esses 8 contratos firmados pela Petrobras.

 

O depoimento de Paulo Melo mostrou as fragilidades das declarações de Marcelo Odebrecht em relação a Lula e ao Instituto Lula.

A verdade é que Lula jamais recebeu a propriedade ou a posse de qualquer dos imóveis indicados pelo MPF, muito menos em contrapartida de qualquer atuação em contratos firmados pela Petrobras.

Mais uma vez registramos no início da audiência o cerceamento de defesa imposto ao ex-Presidente Lula. O MPF está tendo acesso a documentos que são negados à defesa de Lula. Por isso impetramos também hoje habeas corpus perante o Tribunal Regional Federal da 4a. Região objetivando reverter essa ilegalidade.

Cristiano Zanin Martins

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lavajato

VÍDEO: assista a entrevista completa de Glenn Greenwald com o ex-presidente Lula

Publicado

em

assista a entrevista completa de Glenn Greenwald com o ex-presidente Lula

Continuar Lendo

Lavajato

LULA: DURMO TODO DIA COM A CONSCIÊNCIA TRANQUILA. MORO E O DALLAGNOL TENHO CERTEZA QUE NÃO

Publicado

em

LULA: DURMO TODO DIA COM A CONSCIÊNCIA TRANQUILA. O MORO E O DALLAGNOL TENHO CERTEZA QUE NÃO

Ex-presidente Lula, preso político na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, falou em entrevista concedida aos jornalistas Florestan Fernandes Jr. e Mônica Bergamo, o ex-presidente Lula diz que “não consegue imaginar os sonhos que teve para o Brasil” para agora ver a situação como está, sob o governo Bolsonaro; “Eu sonhei grande e passei a ser um presidente muito respeitado. Eu virei referência”, lembra Lula; ele afirma que está na prisão para provar sua inocência, mas que o que realmente o preocupa é o País e o povo brasileiro.

Assista:

Assista e compartilhe • Lula ao Vivo

LULA AO VIVO NO EL PAÍSAssista ao primeiro trecho da entrevista de Lula para os jornalistas Florestan Fernandes e Mônica Bergamo, divulgado pelo jornal EL PAÍS Brasil. Durante os próximos dias novos trechos da entrevista que durou cerca de duas horas devem ser divulgados. ______#Brasil • #RioGrandeDoSul • #SomosResistência • #Oposição • #PT • #LulaLivre • #LulaInspira • #FalaLula • #MoroCaboEleitoral • #FarsaJato • #CoragemQueFazAcontecer • #FazAcontecer • #DeputadoPimenta • #ePP

Publicado por Paulo Pimenta em Sexta-feira, 26 de abril de 2019

Continuar Lendo

Lavajato

Requião: Lula poderá ser solto dia 23

Publicado

em

Blog Do Esmael – Roberto Requião (MDB-PR) afirmou neste Sábado de Aleluia que o ex-presidente Lula poderá ser solto na próxima terça-feira, dia 23.

A Quinta Turma da corte examinará na semana que vem recursos da defesa do petista acerca do caso do triplex do Guarujá (SP). Trata-se de um agravo regimental – recurso que questiona uma decisão individual – em que a defesa do ex-presidente questiona o fato de o ministro Felix Fischer ter dado uma decisão monocrática em novembro de 2018 negando o recurso.

O ex-senador paranaense tem recebido informações de dirigentes petistas e de juristas sobre ‘um sinal [do STJ] que acena para a libertação do Lula no julgamento do dia 23″.

A casa de Requião, no bairro Bigorrilho, em Curitiba, tem sido ponto de encontro obrigatório para aqueles que reivindicam a liberdade do ex-presidente Lula. Ir à capital do Paraná e não passar no endereço do emedebista é a mesma coisa de ir à Roma e não ver o Papa.

Para Requião, a prisão de Lula — que teve a censura para entrevistas levantada esta semana — não tem mais nenhum sentido. “A partir de agora, cada dia que o ex-presidente Lula continua preso é um ônus político a mais”, analisa.

Continuar Lendo
BANNER

AS MAIS LIDAS DA SEMANA