Conecte conosco

BAHIA

FAVELA NÃO É MONARQUINA, NÃO TEM REI NEM RAINHA E NEM PRINCIPE

Publicado

em

O carnaval é a época em que praticamente toda a população baiana desfruta de dias de alegria e curtição ao som dos trios elétricos conduzidos por centenas de artistas. Quase todos conscientes do seu dever e responsabilidade social.

Desde que o prefeito ACM Neto e o Governador Rui Costa, decidiram resgatar o carnaval sem cordas, muita coisa mudou, principalmente, na segurança da festa que fica a cargo das Polícias Militar e Civil da Bahia.

É possível que o atento navegante, tenha uma história desagradável vivida com a polícia.

É possível que muitos tenham uma observação negativa da atuação de policiais que agem com excessos em muitas situações cotidianas.

Mas não é aceitável que o trabalho dessas corporações, tão necessárias à nossa segurança, ao nosso dia-a-dia, sejam aviltadas, por pseudoartistas que dizem que, por “serem mensageiros de Deus” têm como missão, falar pela periferia, pelas favelas, pelo gueto dos quais se autodeclaram príncipes.

Não é aceitável que venham os globais, que nunca tiveram a coragem de enfrentar, sem seguranças particulares, 100 metros de asfalto, atrás de um trio, na Barra ou no Campo Grande, tentarem desmoralizar via redes sociais e com posts descontextualizados o trabalho de mais de 25 mil homens que arriscaram suas vidas para manter segurança de milhares de foliões e turistas que visitam a capital baiana incentivados, justamente, pela beleza e segurança do nosso carnaval.

Não é porque somos das periferias, que devemos ser colocados como súditos de irresponsáveis, que por vezes se noticiam nas paginas policiais por envolvimentos com crimes.

Não é porque somos das favelas que devemos extravasar de forma violenta contra outros de outras periferias, ao som de gritos e músicas que incitam a violência gratuita.

Não é porque somos dos guetos que devemos ser conduzidos por políticos sem escrúpulos, que são capazes de promover e levar marginais aos parlamentos para supostamente representarem o povo em troca de acesso aos mais desamparados.

Quem vende e quem compra a miséria das favelas nesse jogo?

O assassinato gratuito de um jovem que ao voltar para casa, depois de curtir horas de alegria com amigos no carnaval, teve como argumento do suspeito ou súdito, o desejo de “descontar no primeiro que encontrar” a agressão sofrida num dos circuitos do carnaval.

Pode-se dizer, por esta explicação, que temos uma morte com vários culpados e apenas um suspeito preso.

Não! Não somos súditos!

O povo do gueto não pode ser ocultamente negociado como uma manada de bois por homens inescrupulosos, que visam Brasília como porto seguro.

A favela não é monarquia, não tem rei nem rainha, tão pouco príncipe.

Vivemos numa democracia, e como todo cidadão queremos ver a polícia proteger e servir, com a energia necessária e com os excessos investigados e punidos.

Parabéns às polícias Militar e Civil por mais um brilhante trabalho desenvolvido no carnaval mais seguro do Brasil.

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Alô Rui Costa! Mulher está na correria pra não morrer na “fila da morte”. Ajuda!

Publicado

em

Do Página Simões Filho – Dona Maria da Conceição da Silva Soares, 44 anos, está no hospital municipal de Simões Filho, na fila da regulação.

Ela é diabética, hipertensa e sofreu um AVC no domingo passado, dia 26 de agosto.

No momento ela está em estado grave e se não for regulada imediatamente poderá vir à óbito.

A CORRERIA no Hospital Municípal está grande para mantê-la viva, mas o tempo está correndo.

Continuar Lendo

Cidades

“Essa é a eleição do acerto de contas”, diz Joseildo durante lançamento de candidatura a deputado federal em Alagoinha

Publicado

em

Do Página Simões Filho – Cerca de mil pessoas se reuniram na manhã deste domingo (26), no Tênis Clube de Alagoinhas, no evento de lançamento oficial da candidatura a deputado federal de Joseildo Ramos, que atualmente ocupa uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia e exerce o cargo de Líder da Bancada do Partido dos Trabalhadores (PT).

Além da população, lideranças e vereadores de diversos municípios da região, estiveram presentes também a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho os vereadores de Alagoinhas Thor de Ninha e Luciano Sérgio, e os candidatos a deputado estadual Radiovaldo Costa e Osni Cardoso.

Concorrendo pela primeira vez à Câmara Federal, após ser prefeito e deputado estadual, Joseildo fez críticas às recentes votações da reforma trabalhista e PEC do Teto dos Gastos, além do processo de tentativa de privatização de empresas públicas nacionais.

“Essa é a eleição do acerto de contas com os carcamanos que, em nosso nome, retiraram direitos duramente conquistados. Vendilhões do templo, esses bandidos que não merecem o voto do trabalhador baiano”, afirmou. “O voto pode brilhar se ele for livre, for consequente e pensar nas futuras gerações”, completou.

Moema GramachoPrimeira deputada federal a ser eleita pelo Partido dos Trabalhadores da Bahia, a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, afirmou que deixou o cargo para concorrer à prefeitura por compromisso com a população do município.

“Fui deputada por dois anos, o suficiente para conhecer o Congresso Nacional. Eu não sairia de lá para cumprir minha missão com o povo se eu não soubesse que iria para o meu lugar alguém tão ‘de com força’ como esse cabra”, afirmou Moema.

Radiovaldo CostaCandidato a deputado estadual, ex-vereador de Alagoinhas e dirigente licenciado do Sindipetro, Radiovaldo Costa defendeu a Petrobras, a soberania nacional e denunciou a tentativa de entrega do petróleo nacional a empresasestrangeiras.

“A maior riqueza que esse país tem não é ouro, não é ferro, é petróleo. Agora esses pilantras vão para o Congresso para entregar essa riqueza, que é um investimento no nosso futuro, para o capital internacional. E isso acontece, Joseildo, porque nós não temos mais deputados lá como você”, afirmou Radiovaldo.

Continuar Lendo

Cidades

Semana da Juventude 2018: Confira a Programação

Publicado

em

A prefeitura de Simões Filho, cidade da Região Metropolitana de Salvador (RMS), realiza de 06 a 11.08 e 13.08, a Semana de Juventude, com uma série de ações que promovem a inclusão do jovem na sociedade, através da Secretaria Municipal de Esporte,Lazer e Juventude (Sejuv).

Os jovens terão acesso à informação sobre mercado de trabalho e contato com atividades lúdicas, oficinas, debates, cine-debates. O evento reserva ainda, o Festival da Juventude, como apresentações de bandas locais, como Sarau Mix, Amanda Rodrigues, Dj Edinho e uma atração surpresa.
A abertura oficial acontecerá no dia 06.07, às 08h, no auditório do Centro Social, que fica na Avenida Walter Aragão de Souza, ao lado do Mercado Municipal – Centro e às 13h30, roda de debates, em grupos de trabalho, sobre a temática: O Jovem e vida.
Programação:

Terça (07/08): 09h – Cine debate;

13h30 – Plantio de mudas em parceria com escolas municipais da Ilha de São João e Aratu.
Quarta (08/08): de 08h às 12:00 – Testes e debates sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s);
14h – Oficina de empoderamento feminino, na Escola Municipal União da Bahia.
Quinta (09/08): 09h – Mostra / Feira de Empreendedorismo Jovem (Pátio da Prefeitura);
13h30 – Mostra de Teatro: Violência Sexual contra crianças e adolescentes – Cidade da Criança.
Sexta (10/08): 08h – Panfletaço e caminhada de conscientização no trânsito;
17h30 – Torneio de Artes Marciais – (Ginásio de Esportes).
Sábado (11/08): 09h – Torneio de Handebol e Vôlei (Ginásio de Esportes);
19h – Shows do Festival da Juventude
Segunda (13.08) – 08h30 – Enceramento, na Câmara de Vereadores.
A Semana da Juventude é executada pela Lei Municipal 989/2015, que dispõe sobre a realização de atividades intersetoriais, pelo poder público municipal, voltadas a temáticas relacionadas à juventude. A referida lei estabelece que a Segunda semana de agosto é o período reservado no calendário municipal de eventos para celebração da Semana Municipal de Juventude, através de encontros, fóruns, torneios, debates, movimentos culturais, dentre outras atividades.

Por Ascom/PMSF – Núcleo de Imprensa

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Tudo é Política