Conecte conosco

BRASIL

EM CRISE: PAULO GUEDES JÁ AMEAÇA ABANDONAR O BARCO

Publicado

em

Paulo Guedes, ministro da Economia de Bolsonaro, sinalizou que poderá abandonar o barco em caso de uma eventual desidratação da reforma da Previdência.

Estamos num sistema (previdenciário) de repartição que quebrou. Faliu antes de a população envelhecer. Vocês querem trazer seus filhos para isso?”, foi o que questionou o titular da pasta durante cerimônia de posse do novo presidente do Banco Central (BC).

Paulo Guedes afirma que a reforma da previdência irá promover uma economia estimada em R$ 1,1 trilhão aos cofres públicos em 10 anos com a reforma apresentada por ele. No entanto, o projeto não tem respaldo popular, tendo, por exemplo, como um ponto criticado os 40 anos de contribuição para o cidadão ter direito a uma aposentadoria integral.

“Se der acima de R$ 1 trilhão, eu digo que estamos numa geração de pessoas responsáveis e têm a coragem de assumir o compromisso de libertar filhos e netos de uma maldição previdenciária. Se botarem menos, eu vou dizer assim: ‘Eu vou sair daqui rápido, porque esse pessoal não é confiável. Não ajudam nem os filhos; então, o que será que vão fazer comigo?’”, acrescentou.

Além dos 40 anos de contribuição, consta na proposta a idade mínima de 65 para homens e 62 para mulheres se aposentarem, o que ignora a dupla jornada de trabalho executada por elas e a baixa qualidade de vida nas zonas rurais.

Outro detalhe é a proposta de capitalização, que não foi bem sucedida no Chile, onde a proposta levou aposentados à pobreza. De acordo com este modelo, o trabalhador terá de fazer uma espécie de poupança e abrir uma conta individual para depositar um percentual do salário todos os meses com o objetivo de bancar seus benefícios no futuro

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BRASIL

GOVERNADOR DO DF QUER EXPULSAR GEDDEL DO MDB

Publicado

em

Ibaneis quer explusar geddel do mdb

Diante de correligionários da velha guarda do MDB, como Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e Lúcio Vieira Lima (BA), o governador Ibaneis Rocha fez duras críticas à condução do partido, durante uma reunião da legenda, realizada quarta-feira (20) na Câmara dos Deputados.

O chefe do Palácio do Buriti disse que “o partido não existe do ponto de vista estrutural”, afirmou que o MDB não tem hoje nenhum porta-voz e defendeu a urgência da renovação da sigla.

“Com a atual estrutura do MDB, não vamos conseguir montar diretórios competitivos e estamos fadados ao insucesso nas eleições municipais do ano que vem”, alertou Ibaneis. Novato no MDB, o governador do DF causou constrangimento aos caciques do partido ao defender a expulsão de correligionários presos.

“Não me sinto na condição de estar no mesmo partido em que está Eduardo Cunha. Não posso estar no mesmo partido de um camarada que foi preso porque tinha mais de R$ 50 milhões guardados em malas em um apartamento”, afirmou Ibaneis, em referência a Geddel Vieira Lima. A crítica foi disparada cara a cara com Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel. “Ou vocês querem um partido novo, ou vocês não me querem no partido. Acho que o MDB tem que enfrentar suas feridas, porque senão vamos definhar”, bradou o governador, diante de uma plateia silenciosa.

Continuar Lendo

BRASIL

ALVOS DA OPERAÇÃOQUE PRENDEU MICHEL TEMER,HOJE

Publicado

em

os alvos da prisão lavajato no rio de janeiro

Nomes com prisão preventiva decretada:


  • Michel Temer;
  • Moreira Franco;
  • João Batista Lima Filho (Coronel Lima);
  • Maria Rita Fratezi;
  • Carlos Alberto Costa;
  • Carlos Alberto Costa Filho
  • Vanderlei de Natale e
  • Carlos Alberto Montenegro Gallo.

Os alvos dos mandados de prisão temporária:

  • Rodrigo Castro Alves Neves e

  • Carlos Jorge Zimmermann.

Continuar Lendo

BRASIL

PRESO EX-MINISTRO MOREIRA FRANCO É PRESO

Publicado

em

O ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco (MDB) foi preso pela Polícia Federal.

No total, a Operação Lava Jato deve cumprir oito mandados de prisão.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Continuar Lendo

Siga-nos!

Clique aqui para notificações
P U B L I C I D A D E

NOTÍCIAS RECENTES

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Tudo é Política