Conecte conosco

MÍDIA

CRIANÇA DE 11 ANOS POSTA FOTO COMEMORANDO GRAVIDEZ DA NAMORADA E CAUSA REVOLTA NA INTERNET

As fotos estão viralizando nas redes sociais

Publicado

em

CRIANÇA DE 11 ANOS POSTA FOTO COMEMORANDO GRAVIDEZ DA NAMORADA E CAUSA REVOLTA NA INTERNET

Papai já Ama. O Caso está causando revolta na internet à medida que as pessoas vão se dando conta do absurdo.

De acordo com o site Amazonas1, a publicação foi feita, no Facebook no mês de junho, mas não diz de que ano.

AS FOTOS

Ainda segundo a reportagem, as fotos só foram divulgadas essa semana e se tornaram virais em poucas horas.

O casal

A publicação contém várias fotos e em uma delas o garoto de 11 anos aparece beijando a barriga da namorada que está enrolada numa toalha de banho.

Crianas enroladas em toalhas de banho, dando a entender que acabaram de ter uma relação sexual

Em outra foto, os dois registram o que parece ser uma saída de um banho, diante de um espelho, também enrolados em toalhas.

Em outras fotos, os dois aparecem sempre abraçados e dançando.

INTERNAUTAS REVOLTADOS

A revolta dos internautas se dá por conta da idade dos dois jovens.

O que se informa, é que o garoto teria, apenas 11 anos de idade.

A idade da garota, não foi revelada em nenhuma postagem, mas é possível perceber, pelas fotos, que os dois têm idades próximas.

“PAPAI JÁ AMA”

Na imagem em que o garoto aparece beijando a barriga da garota, supostamente grávida, tem uma legenda acima que diz: “Papai já Ama” seguida por dois emojis e uma interrogação e logo abaixo a hastag #Babando.

Papai já ama
Foto que causou a revolta dos internautas

REALIDADE OU BRINCADEIRA

Não há confirmação de que a garota estivesse mesmo grávida ou foi apenas uma brincadeira inconsequente. No entanto, os comentários dos internautas, na postagem, questionam sobre a atenção dos familiares das duas crianças, da exposição de crianças em cenas intimas, educação infantil, educação sexual e assim vai.

Alguns até, pedem que o Conselho Tutelar entre em ação.

Fato ou não, o caso chama a atenção de todos por conta da facilidade de acesso à pornografia na iternet, educação sexual nas escolas e formas de prevenir outros casos.

OUTRO CASO

Uma menina grávida de 11 anos, moradora da Múrcia, na Espanha, deu à luz uma criança cujo pai é seu irmão de 14 anos. De acordo com o Daily Mail , o bebê nasceu na última sexta-feira (2), após a garota, cujo nome não foi divulgado, se dirigir ao hospital com “dores estomacais”. A polícia assumiu as investigações do caso e descobriu que o pai do bebê é o irmão mais velho dela, com apenas 14 anos. Ele a engravidou quando tinha 13. A família declarou que não sabia que a menina estava grávida , e que só a levou até um centro médico por acreditar que a garota estava com problemas intestinais graves.

E você, o que acha do caso? Comente abaixo!

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV & Famosos

Nubia Oliiver defende “sexo cheio de orgasmos”: “Precisamos nos libertar”

Publicado

em

N´bia de oliveiura defende orgasmo continuo

Nubia Oliiver, que procura dar dicas de sexo em sua página do Instaram, acredita que para desfrutar de uma relação saudável é preciso se entregar cem por cento entre quatro paredes.

“Precisamos tirar da cabeça qualquer sentimento de culpa na hora de explorar nossos limites no sexo e no relacionamento. A sexualidade bem resolvida é diretamente ligada a um sexo cheio de orgasmos, tesão e prazer. Pra isso, precisamos conhecer os caminhos do nosso corpo e nos libertar, muitas vezes, de nós mesmos”, afirma.

Continuar Lendo

BRASIL

Guedes e Moro buscam apoio de Regina Duarte, Kaká, Zezé di Camargo e Ana Hickmann para suas propostas

O encontro, em local privado da alta classe paulistana, foi organizado pelos movimentos Nas Ruas e Vem pra Rua e contou com a presença de empresários como Luciano Hang, dono da Havan

Publicado

em

Moro com Zezé di Camargo e Ana Hiackmann (Reprodução)

Fórum – Com dificuldades na articulação com os parlamentares no Congresso, os ministros Sergio Moro (Justiça) e Paulo Guedes (Economia) foram buscar apoios junto à classe artística e jogadores de futebol para dar um empurrão em suas propostas do Pacote Anticrime e da reforma da Previdência.

Coluna da jornalista Mônica Bergamo, na edição desta quarta-feira (9) da Folha de S.Paulo, informa que Guedes e Moro estiveram em São Paulo na noite desta terça-feira (9) em um encontro com com artistas, empresários e jogadores de futebol.

Entre os presentes estavam a atriz Regina Duarte, os cantores sertanejos Zezé Di Camargo e Jorge, da dupla Jorge & Mateus, as apresentadoras Ana Hickmann e Luciana Gimenez e o jogador Kaká.

O encontro, em local privado da alta classe paulistana, foi organizado pelos movimentos Nas Ruas e Vem pra Rua e contou com a presença de empresários como Luciano Hang, dono da Havan.

Continuar Lendo

MÍDIA

Rádio vai superar a audiência da TV, revela pesquisa Deloitte

Publicado

em

As pessoas realmente ainda ouvem rádio? Com certeza, e os anunciantes devem estar atentos.

AERP – A Deloitte Global, empresa de auditoria e consultoria, prevê que a receita global de rádio chegará a US $ 40 bilhões em 2019, um aumento de 1% em relação a 2018. Além disso, a Deloitte prevê que o alcance semanal da rádio permanecerá quase onipresente, com mais de 85% da população adulta ouvindo rádio, pelo menos semanalmente, no mundo desenvolvido (a mesma proporção que em 2018).  Quase 3 bilhões de pessoas no mundo todo ouvirão rádio.

A Deloitte Global prevê que os adultos em todo o mundo ouvirão uma média de 90 minutos de rádio por dia, aproximadamente a mesma quantia de 2018. Ainda de acordo com a empresa, ao contrário de outras formas de mídia tradicional, o rádio continuará a ter um desempenho relativamente bom entre os mais jovem. Nos Estados Unidos, por exemplo, a empresa prevê que mais de 90% dos jovens de 18 a 34 anos ouçam rádio pelo menos uma vez por semana em 2019, e ouvirão, em média, mais de 80 minutos por dia. Em contraste, a audiência de TV entre os jovens de 18 a 34 anos, nos Estados Unidos, está caindo três vezes em relação a taxa de audição de rádio. Nos índices atuais de declínio, de fato, os americanos de 18 a 34 anos provavelmente passarão mais tempo ouvindo rádio do que assistindo TV tradicional até 2025.

Muitos podem zombar dessas previsões robustas do rádio. “Isso não pode estar certo … ninguém escuta mais o rádio”. Mas o rádio tem sido comumente subestimado. Rádio é a voz sussurrando em nossos ouvidos, no fundo do jantar, no escritório ou dirigindo o carro. Ele está em todos os dispositivos.

Anunciantes

Ao considerar a atratividade do rádio para os anunciantes, é importante notar que a popularidade do rádio varia significativamente de país para país, tanto no alcance quanto na receita gerada per capita, com os Estados Unidos e o Canadá.

Quando se fala da “indústria global de rádio”, o tamanho do mercado norte-americano – impulsionado pela grande população, o alto alcance do rádio nessa população e o alto valor per capita dos ouvintes de rádio – faz com que ela represente mais da metade de toda receita global em 2017.

A implicação óbvia de todos os aspectos mencionados acima é que o rádio não está desaparecendo, e deve ser uma grande parte do mix de anúncios para quem compra publicidade. No entanto, a importância do rádio na publicidade pode não ser bem conhecida: um estudo de 2018 no Reino Unido descobriu que, embora o rádio tivesse o segundo melhor ROI para a construção da marca, anunciantes e agências o classificaram em sexto lugar.

Segundo a Deloitte é preciso melhorar a  disseminação da realidade por trás da resiliência do rádio. A maioria das pessoas na indústria da mídia têm pressuposições negativas sobre a eficácia do rádio, em grande parte devido a mitos entrincheirados que denigram o alcance da rádio e aos minutos diários de escuta, sua popularidade com o público jovem e sua demografia em relação à renda e à educação.

No âmbito da mídia tradicional, os jornais impressos estão presos a uma luta contínua por lucros – e, em alguns casos, até pela própria existência. E embora as receitas de anúncios de TV continuem a crescer, pelo menos um pouco, o declínio na TV por jovens – em vários países caiu em cerca de 50% nos últimos seis a sete anos.

O rádio não tem essa crise existencial ou um precipício demográfico iminente. Em 2017, o rádio atraiu cerca de 6% dos gastos com publicidade global (cerca de 9% na América do Norte) e, em 2019, provavelmente será de cerca de 6% novamente. Os anunciantes sabem que a publicidade no rádio precisa ser parte de qualquer campanha.

Fonte: deloitte.com

Continuar Lendo
BANNER

AS MAIS LIDAS DA SEMANA