Conecte conosco

MÍDIA

A FILA ANDA: RUBINHO DARÁ CARRO DE BIBI PARA CARINE E, A FORÇA DO QUERER

Publicado

em

Finalmente, Bibi vai finalmente cair na real em A Força do Querer, depois de entrar no mundo do crime por amor por Rubinho.

Ao descobrir a traição do marido com Carine, Bibi irá abandoná-lo, mas a moça ainda vai sofrer nas mãos do traficante.

De acordo com a colunista Patrícia Kogut, tudo vai começar depois que a Perigosa pedir a pensão do filho do casal, Dedé. Ela então vai ao Morro Azul para pegar o dinheiro com Kikito, que informará que quem vai entregar o montante será Carine! E é claro que Bibi ficará furiosa com a situação:

– Ele botou o dinheiro da pensão do meu filho na mão daquela vaca mirim, é isso mesmo? Vai lá. Vai lá, traz o dinheiro e bota aqui, na minha mão. Vai logo antes que eu toque o terror aqui dentro! Porque eu vou tocar!

Kikito então irá atrás da novinha, que não irá ceder. Bibi então vai atrás da rival, mas acaba indo embora sem o pagamento. Já no dia seguinte, a Perigosa vai dar falta do seu carro e Yuri e Dedé vão dar a má notícia, que um homem levou o veículo embora:

– Aquele que já veio trazer você de moto aqui! – dirá o filho de Heleninha.

– Ele falou que meu pai que mandou, mãe – completará Dedé.

Bibi então vai descobrir que Rubinho deu o carro para Carine. É, a separação do casal ainda vai dar muita dor de cabeça para a personagem de Juliana Paes.

 

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BRASIL

O Dia Em Que o Morro Descer e Não For Carnaval

Publicado

em

Baterista de Chico Buarque desde 82, ele participou de cerca de 800 discos com grandes nomes da música, como Elza Soares, Roberto Carlos e Elis Regina. Ainda não há informações sobre o enterro.

http://g1.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/videos/v/morre-aos-81-anos-o-sambista-wilson-das-neves-no-rio-de-janeiro/6107221/

O Sambista Wilson das Neves morreu na noite deste sábado (26) no Rio de Janeiro. Ele lutava contra um câncer e estava internado em um hospital na Ilha do Governador. Conhecido e saudado no meio artístico pelo bordão “ô sorte”, Das Neves era baterista, instrumentista, compositor e cantor.

A informação foi confirmada pela página oficial do sambista no Facebook e no no Instagram.

“É com grande pesar que comunicamos a todos a partida do nosso grande mestre que foi tocar suas baquetas do outro lado. Ficaremos com as boas lembranças”, foi escrito em sua página no Facebook.

Diversos artistas prestaram homenagem a Wilson das Neves, como Chico Buarque, com quem ele tocava bateria desde 1982, e Zeca Pagodinho, que o chamou de “um dos mais importantes músicos brasileiros”. A escola de samba Império Serrano declarou luto oficial de três dias.

O velório de Wilson vai ser na quadra da escola de samba Império Serrano, a partir das 16h30 deste domingo. O sepultamento acontecerá no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, às 10h desta segunda-feira (28).

Mestre Wilson das Neves

Uma publicação compartilhada por Chico Buarque (@chicobuarque) em

Wilson das Neves nasceu no Rio de Janeiro, começou a carreira profissional aos 18 anos e participou de cerca de 800 discos com grandes nomes da música, como Elza Soares, Roberto Carlos e Elis Regina, de acordo com a GloboNews.

Segundo o colunista de música do G1 Mauro Ferreira, Das Neves era “querido em todo o meio musical”, “conhecido no universo da música brasileira como o excepcional baterista que tocava com ícones da MPB como Chico Buarque” e virou cantor aos 60 anos.

O sambista Wilson das Neves morreu aos 81 anos no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Facebook)

O sambista Wilson das Neves morreu aos 81 anos no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Facebook)

Em 1996, o artista se lançou como cantor com o aclamado álbum ‘O som sagrado de Wilson das Neves’. Neste disco, Das Neves apresentou ‘O samba é meu dom’ – parceria com Paulo César Pinheiro que se tornou um clássico com o passar dos anos – e gravou com Chico Buarque, parceiro e convidado da música ‘Grande hotel’.

De lá para cá, foram mais três álbuns – ‘Brasão de Orfeu’ (2004), ‘Pra gente fazer mais um samba’ (2010) e ‘Se me chamar, ô sorte’ (2013) – como cantor e compositor, parceiro de bambas como Nelson Sargento, Aldir Blanc, Chico Buarque e o recorrente Paulo César Pinheiro.

O assessor de Chico Buarque, Mario Canivello, lamenta a morte de Wilson das Neves, bateirista e parceiro do cantor (Foto: Reprodução/Instagram)

O assessor de Chico Buarque, Mario Canivello, lamenta a morte de Wilson das Neves, bateirista e parceiro do cantor (Foto: Reprodução/Instagram)

do G1

Continuar Lendo

MÍDIA

Conselho Federal de Psicologia critica ‘Outro Lado do Paraíso’

Publicado

em

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) divulgou na segunda-feira (05) uma nota criticando a abordagem da novela O Outro Lado do Paraíso, da TV Globo, em relação aos temas temas abuso sexual e saúde mental. “O Conselho Federal de Psicologia entende que a telenovela, por se tratar de uma obra capaz de formar opinião, presta um desserviço à população brasileira ao tratar com simplismo e interesses mercadológicos um tema tão grave como o sofrimento psíquico de personagem cuja origem é o abuso sexual sofrido na infância”, diz a nota publicada no site do órgão.

Na trama, Laura (Bella Piero), uma jovem que sofreu abuso sexual do padrasto, Vinícius (Flávio Tolezani), quando era criança, não consegue se sentir totalmente confortável com o marido por ter ficado traumatizada. Na semana passada, a protagonista Clara (Bianca Bin) conversou com a garota e sugeriu que ela procurasse a advogada Adriana (Julia Dalavia), que consegue acessar as memórias reprimidas de uma pessoa usando técnicas de coaching e hipnose.

“São as novelas da Rede Globo que, como estratégia de elevar a audiência, frequentemente buscam embaralhar as barreiras do ficcional e do real”, continua a nota da CFP. “É consenso no Brasil de que pessoas com sofrimento mental, emocional e existencial intensodevem procurar atendimento psicológico com profissionais da Psicologia, pois são os que tem a habilitação adequada.”

“Saudamos como positiva a manifestação de diversos grupos e escolas de coaching, que, manifestando-se sobre o ocorrido, afirmaram compreender que os transtornos mentais devem ser cuidados por profissionais da saúde mental”, continua o texto. “O CFP faz um alerta à sociedade para que não se deixe iludir. As pessoas devem buscar terapias adequadas conduzidas por profissionais habilitados para os cuidados com a saúde, particularmente a saúde mental.”

Procurada, a assessoria de imprensa da Globo não se manifestou sobre o assunto até a publicação desta nota.

Portal MSN

Continuar Lendo

MÍDIA

MORRE AOS 74 ANOS, EDWIN HOWHINS, AUTOR DE ‘Oh, Happy Day’

Publicado

em

Do El Pais – O cantor de música gospel Edwin Hawkins, famoso por sua versão da canção Oh, Happy Day, morreu aos 74 anos em decorrência de um câncer de pâncreas, informou seu agente, Bill Carpenter, à imprensa dos EUA.

Hawkins, um dos fundadores do gospel moderno, morreu nesta segunda-feira, 15 de janeiro, na sua casa, na Califórnia.

A música com a qual se tornou famoso, Oh, Happy Day, é um hino do século XVIII que Hawkins arranjou segundo o estilo chamado call and response, no qual a canção se compõe de fragmentos de duas partes, sendo que a segunda é uma resposta à primeira.

O single do grupo Edwin Hawkins Singers que continha essa nova versão, lançado em 1969, fez muito sucesso. Um ano mais tarde, o grupo foi premiado com o Grammy de melhor interpretação de gospel por essa canção. As vendas alcançaram os sete milhões de cópias, segundo os dados citados por Carpenter ao The New York Times.

Ao longo de sua carreira, Edwin Hawkins ganhou quatro Grammys. Oh, Happy Day foi gravada por Glenn Campbell e Elvis Presley, e também apareceu no filme Mudança de Hábito, protagonizado por Whoopi Goldberg.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Tudo é Política